Sonho Analítico

Vamos falar sobre adoecimento no trabalho??

Compartilhe no WhatsApp

Depressão, ansiedade, estresse, burnout, hipertensão, ataque cardíaco, você já parou para pensar o quanto essas doenças podem estar relacionadas com o trabalho? E mais ainda, que esta lista cresce cada vez mais e mais?

Nós passamos a maior parte do nosso tempo trabalhando e quando nos referimos ao trabalho não precisa necessariamente ser uma empresa ou uma instituição. Seu trabalho pode ser na sua casa como um contratado terceirizado, pode ser cuidando dos filhos e do marido (ou da esposa), os tapetes de crochê que você faz , mas também pode ser os estágios da faculdade ou os trabalhos acadêmicos que compõem sua nota. Se você procurar no dicionário verá que a definição de trabalho é “conjunto de atividades, produtivas ou criativas, que o homem exerce para atingir determinado fim”, mostrando que toda atividade realizada pelo ser humano e que resulta na produção de algo se refere a um trabalho.

Dejours (1992) nos mostra que o trabalho não está ligado apenas com o salário, ele é uma função que faz parte da identidade do sujeito, faz parte da imagem que nós fazemos de nós mesmos, para o autor o sucesso ou fracasso da realização de um trabalho obrigatório depende da adaptação da tarefa às competências reais do trabalhador e o significado que aquilo tem para o sujeito que o realiza ( como a ideia de aperfeiçoamento pessoal ou o status social que aquele trabalho proporciona, por exemplo). Pensando nos fatores que podem estar ligado ao adoecimento no trabalho, existem alguns questionamentos que precisamos fazer para identificar que somos felizes com o trabalho que realizamos ou se estamos suscetíveis a adoecer em função dele, são eles:

➡Eu gosto do trabalho que realizo?
➡O ambiente onde eu trabalho é agradável ou tem um clima ruim?
➡Me sinto reconhecido ou motivado?
➡Tenho prazer em ir trabalhar ou vou apenas por “obrigação”?
➡ A função que eu realizo está de acordo com minhas capacidades ou cobram de mim algo que está além disso?
➡ Eu faço o trabalho que realmente queria fazer ou faço por “falta de opção”?

Obra citada:
DEJOURS, C. A Loucura do Trabalho: Estudo de Psicopatologia do Trabalho. São Paulo: Cortez. 1992.

Molicenter Ofertas 14-15 e 16/12

Sino de Ouro

Molipark

Solução Informática e Tecnologia

Canal André Silva

Mais vídeos do canal Aqui