Colunistas Drª Juliana C Soares

Quem nunca se perguntou: Qual o melhor óleo a ser usado?

Compartilhe no WhatsApp
Os óleos não são iguais: o ingrediente primário de qual cada produto é feito determina não só ganhos imensuráveis para a saúde de quem o consome como também qual tipo de utilização ele permite.
Óleo de oliva
Benefícios do uso: “Ele é rico em ácidos graxos monoinsaturados, como o ácido oleico, que ajuda a diminuir o colesterol ruim e aumentar o bom colesterol. É rico em antioxidantes que impedem a oxidação do colesterol e o acúmulo de placas de gorduras nos vasos sanguíneos”.
Lado ruim: “Não pode ser utilizado para frituras, somente em preparações de pratos quentes, onde o calor é controlado”.
Melhor forma de utilizar: “É recomendável para molhos de salada e pratos quentes – e sempre que possível no final do preparo”.
Óleo de canola
Benefícios do uso: “O óleo de canola contém menor teor de gordura saturada, se comparado com outros óleos, e é rico em  ômega 3 e ômega 6”.
Lado ruim:  “A canola cultivada no mundo é geneticamente alterada a fim de que consiga sobreviver ao plantio realizado com o uso de pesticidas nocivos tanto à planta quanto aos seres humanos. E esses agrotóxicos ficam armazenados justamente nos lipídeos da planta, ou seja, em seu óleo, que consumimos. Durante o processamento e refinamento, os óleos poliinsaturados dos quais são formados se deformam com a luz, com o calor e com a pressão. Desse modo, oxidam-se, aumentando os radicais livres em nosso organismo, o que causa o seu envelhecimento precoce.Tal processo gera óleos altamente inflamatórios, fazendo com que contribuam para o aumento de doenças degenerativas, do coração e ainda facilitem o ganho de peso”.
Melhor forma de utilizar: “Melhor optar por um óleo mais saudável”.
Óleo de girassol
Benefícios do uso: “Este óleo é rico em vitamina E, que ajuda a prevenir doenças como asma, artrite reumatóide e câncer de cólon”.
Lado ruim: “Ele é rico em ácidos poliinsaturados, que podem reagir com o organismo oxidando e danificando o sangue arterial. O excesso desses ácidos também pode elevar os níveis de pressão arterial, causando distúrbios renais e outras complicações graves. O consumo excessivo pode causar obesidade, dores nas articulações e diabetes”.
Melhor forma de utilizar: “Melhor optar por um óleo mais saudável”.
Óleo de linhaça
Benefícios do uso: “O óleo de linhaça é saboroso e conhecido por sua alta concentração de ácidos graxos ômega 3, que reduz a inflamação nas articulações, pele e rins, mas também reduz os níveis de colesterol”.
Lado ruim: “Não pode ser esquentado, sendo utilizado somente em preparações a frio”.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Dia Internacional das Mulheres

Aravel – Clique para Ampliar

Contato – (43)99916-6212 – Simone

Depilação a Laser Crystal 3D

Atom Academia

Rádio Gospel Hits

Jornal Edição de Notícias

× Fale Conosco - Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: