Apucarana

Prefeitura de Apucarana define plano para aprimorar estratégicas de “TI”

Compartilhe no WhatsApp

O Departamento de Computação da Universidade Estadual de Londrina (UEL), por meio da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Estadual de Londrina (Fauel), entregou nesta quinta-feira (19/10), ao prefeito Júnior da Femac, o Plano Diretor de Tecnologia da Informação (PDTI) da Prefeitura de Apucarana.

O documento, que traça um diagnóstico e define um plano de ações para aperfeiçoamento da maturidade da gestão e criação de uma governança de “TI” na administração municipal foi detalhado e entregue de forma oficial durante evento realizado na “Sala das Cerejeiras”, no terraço do Centro Cultural Fênix.

A agenda contou com a participação de todo o secretariado. “A Tecnologia da Informação (TI) hoje é fundamental e está presente em vários processos do dia a dia. Assim como as pessoas e as empresas, o poder público cada vez mais precisa se adequar ao avanço da tecnologia, aderindo aos serviços digitais. O mundo está mudando rapidamente e nosso trabalho, enquanto agentes públicos, é atuar para que as coisas aconteçam e a cidade não fique para trás. Agora, a partir deste plano diretor, já sabemos o que é preciso ser feito. Temos uma equipe ousada, corajosa e perseverante, por isso tenho a convicção de que vamos ter sucesso na aplicação deste plano de ação”, pontuou o prefeito Júnior da Femac.

O plano aponta 41 ações estratégicas. “Realizamos um trabalho de imersão para entender o estágio atual do sistema, da infraestrutura, dos processos e dos recursos humanos e definimos, através deste PDTI, caminhos para a entrega de serviços de “valor público” ao cidadão, ou seja, com estrutura e qualidade, continuidade, acessibilidade, efetividade, segurança”, disse professor Dr. Rodolfo Miranda de Barros que, ao lado da professora Dra. Vanessa Tavares de Oliveira Barros, coordenou a elaboração do plano diretor.

Segundo ele, o primeiro passo é colocar a “casa em ordem’. “Sem uma base sólida não será possível avançar. Para que a prefeitura evolua do status atual, que é de uma “TI operacional e reativa”, para uma “TI estratégica e pró-ativa”, é primordial a criação de uma governança e aprimoramento da gestão de TI, que devem estar alinhadas com o plano de governo e normativas emitidas por órgãos externos, como os tribunais de contas e Ministério Público, por exemplo”, explicou prof. Dr. Rodolfo, enaltecendo o engajamento do prefeito Júnior da Femac. “Agradeço Apucarana por abrir as portas para a realização deste diagnóstico que propõe caminhos para tornar a cidade mais digital e conectada. Apucarana está na vanguarda por buscar este alinhamento”, assinalou.

A construção do PDTI contou com participação do Departamento Municipal de Tecnologia da Informação (DTI) e envolveu entrevistas com secretários e servidores municipais de todas as áreas. “Agora temos um norte a seguir e o trabalho vai ser grande. Conto com o empenho de todos os secretários para que as ações avancem”, concluiu o prefeito Júnior da Femac, nomeando o secretário Especial de Assuntos Estratégicos, Danylo Acioli, como coordenador de aplicação do PDTI.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Clique para ampliar

Dia da Mulher

Clique para ampliar

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

Jornal Edição de Notícias

Resumo de Notícias Mensal

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: