Região

Cooperativa de Cruzmaltina estima prejuízo de meio milhão após assalto

Compartilhe no WhatsApp

A Cooperativa Agropecuária Industrial (Cocari), localizada em Cruzmaltina, no norte do Paraná, estima um prejuízo de aproximadamente R$ 500 mil após um assalto registrado na madrugada desta quarta-feira (28). A investigação da Polícia Civil aponta que aproximadamente 200 caixas com defensivos agrícolas foram levadas por uma quadrilha formada por pelo menos dez homens que portavam armas de fogo, inclusive de grosso calibre.

O delegado Ricardo Mendes, que investiga o caso, informou que já fez um levantamento no local do crime e ouviu os funcionários que foram rendidos pelos criminosos. De acordo com ele, quatro criminosos acessaram a unidade da Cocari pela lateral e cortaram uma cerca. Na sequência renderam três operadores de máquina que trabalhavam na cooperativa.

Os operadores foram levados até uma sala onde trabalha o vigilante da empresa, que também foi rendido. Segundo o delegado, o vigia foi impedido de acionar o botão do pânico mediante ameaça dos bandidos. “Os criminosos ameaçaram atirar nos operadores de máquina caso o vigilante acionasse o botão”, disse o delegado conforme o relato das testemunhas do crime.

De acordo com Mendes, o resto do bando chegou em outros dois veículos sendo um GM Astra e um caminhão. Os funcionários ainda foram obrigados a carregar as caixas de veneno até o caminhão. Foram levadas diversas caixas de venenos Ativum e Sphere Max, além de outros que as vítimas não souberam precisar marcas e quantidades. O cofre da empresa também foi roubado e levado junto com motosserras, produtos veterinários e botinas.

Na fuga os assaltantes colocaram as vítimas na caçamba de um VW/Saveiro (que é de propriedade de um funcionário) e as levaram até as proximidades do Distrito de Primavera, onde os fizeram descer e correr para uma mata, ameaçando atirar.

Antes de fugir os criminosos, que estavam encapuzados, destruíram a central de monitoramento que armazena imagens gravadas pelas câmeras de segurança. Sem imagens, a polícia tenta encontrar alguma impressão digital ou vestígio genético no local.

Coletamos alguns materiais que foram utilizados pelos bandidos e encaminhados para perícia papiloscópica. Nesta quinta-feira (28) a criminalista vai ao local para tentar coletar algum tipo de material genético”- Ricardo Mendes, delegado

TNOnline

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Junior Baby

Cantinho da Marmita

Baile do Hawaii

Feliz Natal

Vendo ou Troco Apartamento

Kombucha da Si – Clique Vídeo

Fala Aí – 87,9 FM

JR Martelinho de Ouro

Clique na Imagem p/Ampliar

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: