Apucarana

CastraPet esteriliza 230 cães e gatos em Apucarana

Compartilhe no WhatsApp

A unidade móvel do Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos (CastraPet Paraná), do governo do Estado, esteve nesta sexta-feira (13/01) em Apucarana. O atendimento ocorreu mediante agendamento prévio, e ao longo do dia, deverão ser esterilizados 230 cães e gatos.

Em Apucarana, o serviço gratuito foi oferecido através de uma parceria com o Centro Municipal de Saúde Animal (CEMSA) e a unidade móvel foi instalada em área de estacionamento do Complexo Esportivo Lagoão. “Foi feito o cadastramento prévio, atendendo prioritariamente famílias de baixa renda e os protetores independentes que estão cadastrados no CEMSA. Fizemos uma agenda, com horário marcado, visando facilitar para os tutores dos animais”, frisa o médico-veterinário João Pedro Correa, diretor do CEMSA.

O prefeito Junior da Femac destaca as boas parcerias firmadas com o Governo do Estado. “Apucarana mantém o Programa Mais Vida Animal que garante castrações e cirurgias, além de entrega de lotes de ração para cuidadores e famílias de baixa renda”, lembra ele, reiterando que as parcerias com o Estado são muito bem-vindas.

Na parte da manhã, no período das 8 às 10 horas, foram esterilizados os felinos e depois, até as 16 horas, foi o período reservado para a castração dos caninos.  “Esse mutirão reforça o trabalho que o Município já vem realizando. No ano passado, por exemplo, o Centro Municipal de Saúde Animal fez a castração de mais de 1.200 animais”, ressalta o diretor do CEMSA.

Anderson Delgado, responsável técnico pelo CastraPet, afirma que o programa trouxe para Apucarana uma equipe composta por 22 profissionais (12 médicos-veterinários e 10 auxiliares). “A esterilização é importante para evitar as ninhadas indesejadas, diminuindo a quantidade de animais errantes, e também previne doenças como nas fêmeas tumores de mama e infecções no útero”, pontua Delgado.

Ivone Brina Cyoia, que é uma protetora e cuida de 40 gatos, trouxe 12 para fazer a esterilização. “Cuido e coloco eles à disposição para doação e, neste sentido, as castrações são muito importantes para que os animais não venham a procriar. As pessoas que recebem os animais precisam estar conscientes de que eles precisam de medicação, de amor, de carinho e de outros cuidados”, assinala.

Claudete Santos, moradora do Jardim Itália, conta que foi encaminhada para o CastraPet através do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). “Tenho quatro animais em casa e hoje trouxe um gato e um cão para a castração. Tenho muito amor nos bichinhos. A gente já tem o gasto com as vacinas e seria muito difícil arcar com os custos da castração”, afirma Claudete.

Prefeitura de Apucarana

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Curso de Massoterapia

Cuidar da Saúde

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

Vaga de Emprego

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: