Apucarana

Apucarana estrutura nova horta voltada à saúde mental

Compartilhe no WhatsApp

O compartilhamento de experiências e potencial produtivo entre as integrantes do Programa Municipal de Hortas Solidárias da Prefeitura de Apucarana está agilizando a expansão das “Hortas Acolher”, direcionadas à promoção da saúde mental de pacientes atendidos nas unidades básicas de saúde do município.

Como exemplo prático, aponta o prefeito Júnior da Femac, está a estruturação da Horta Acolher junto à UBS Irmã Izília Folador, localizada no Residencial Solo Sagrado, na região Leste de Apucarana. “Através de parceria com o Instituto Tecnológico de Economia e Desenvolvimento Social (ITEDES), a Secretaria da Mulher e Assuntos da Família (Semaf), responsável pelo programa, promoveu nesta semana o repasse de 2.200 mudas de hortaliças, que já estão sendo plantadas em canteiros preparados na UBS do Fariz Gebrim por quatro famílias encaminhadas pelos profissionais da saúde e também pelos serviços da Semaf”, relata o prefeito.

Júnior da Femac salienta que as hortas municipais visam a promoção da saúde, inclusão e bem-estar social, além de geração de trabalho e renda. “Uma iniciativa transformadora de vidas, que está em constante aprimoramento, sendo o foco atual a busca pela certificação dos espaços de produção como de cultivo orgânico”, ressalta o prefeito.

A secretária da Semaf, Denise Canesin, frisa que todas as novas horticultoras da nova Horta Acolher fazem parte do Programa Municipal de Economia Solidária e Protagonismo Feminino. “Atualmente o Programa de Hortas Solidárias funciona em 36 locais, somando cerca de 16 mil metros quadrados de plantio. Mais de 2 mil pessoas são beneficiadas diretamente pelas  atividades nas hortas, instaladas em locais como escolas, unidades de saúde, entidades de assistência social e até na unidade de Apucarana da Polícia Científica”, afirma a secretária.

Coordenadora do Programa de Hortas Solidárias, Maura Aparecida Fernandes de Oliveira relata que as mudas já em fase de plantio na UBS Fariz Gebrim são de alface, rúcula, salsinha, rabanete, brócolis e repolho. “Nesta etapa estão envolvidas na produção quatro famílias do residencial e, dentro de 45 dias, já será possível iniciar a colheita”, assegura a coordenadora.

Pref. de Apucarana

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Clique para ampliar

Dia da Mulher

Clique para ampliar

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

Jornal Edição de Notícias

Resumo de Notícias Mensal

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: