Paraná em Notícias

Saúde distribui vacina bivalente contra a Covid-19 para início da campanha 2023

Compartilhe no WhatsApp

O Governo do Paraná, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), iniciou nesta quinta-feira (23) a distribuição de 205.200 vacinas bivalentes da Pfizer para a Campanha Nacional de Vacinação 2023 contra a Covid-19. Os imunizantes estão sendo descentralizados do Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba, para as 22 Regionais de Saúde, via terrestre. A aplicação está programada para a próxima segunda-feira (27), quando o Estado iniciará oficialmente a campanha deste ano contra a doença.

Esta nova fase, contida no Programa Nacional de Imunizações (PNI), é destinada ao reforço de grupos prioritários, previamente definidos pelo Ministério da Saúde. Neste primeiro momento, os grupos estabelecidos são formados por pessoas acima de 70 anos; que vivem em instituições de longa permanência a partir de 12 anos; imunocomprometidos; indígenas; ribeirinhos e quilombolas.

“Iniciamos mais uma fase de vacinação no Paraná. Ainda não saímos da pandemia, portanto, manter a vacinação em dia, principalmente com essas doses atualizadas contra o coronavírus, permite uma proteção mais efetiva, evitando as formas mais graves da doença”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde, César Neves.

No total, 2.318.337 paranaenses fazem parte dos grupos prioritários, segundo estimativa populacional do governo federal. A expectativa da Sesa é que 964.226 pessoas, pertencentes aos grupos da primeira fase, possam ser imunizadas. A previsão é que o Estado receba mais doses para complementar esta etapa.

PRIMEIRA APLICAÇÃO – Em ato simbólico, a primeira dose da vacina será aplicada na segunda-feira (27), na Aldeia Indígena Campina e Paiol Queimado, no município de Mangueirinha, na região Sudoeste do Estado, pertencente à 7ª Regional de Saúde de Pato Branco. A ação terá a participação de 887 indígenas. No Paraná, 23.909 pessoas fazem parte deste grupo.

De acordo com Neves, o imunizante tem algumas características diferenciadas, como a diluição, a cor do frasco e a quantidade de doses em cada ampola. “A Secretaria realizou capacitações de profissionais de saúde dos municípios para a aplicação da vacina bivalente. Contamos com o apoio de todos os municípios para que a população elencada seja vacinada”, complementou o secretário.

CRONOGRAMA – A segunda etapa da vacinação está prevista a partir de março e engloba pessoas de 60 a 69 anos. A terceira abrange gestantes e puérperas, enquanto a quarta será direcionada a trabalhadores de saúde. Já a quinta fase, será voltada para a vacinação de pessoas com deficiência permanente, privados de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Agência Estadual de Notícias

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Clique para ampliar

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

André Quiroga

Clique para ouvir

Noite de Queijos e Vinhos

Jornal Edição de Notícias

Resumo de Notícias Mensal

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: