Notícias Geral Ocorrência Policial

Resgate de cavalo ilhado em telhado de casa exige uso de helicóptero, diz prefeito de Canoas

Compartilhe no WhatsApp

O prefeito de Canoas, Jairo Jorge (PSD), disse em entrevista à GloboNews que o resgate do cavalo que ficou ilhado no telhado de uma casa vai exigir o uso de um helicóptero.

“Vai exigir ação de um helicóptero, aliás um helicóptero que tenha capacidade de erguer um animal que normalmente tem 500kg, 600kg. Então, estamos preparando a logística para gente poder salvar esse cavalo”, disse na noite desta quarta-feira (8).

Imagens que mostram o animal ilhado no telhado de uma casa foram feitas pelo Globocop, que cobria as enchentes na região na manhã desta quarta.

As chuvas no Rio grande do Sul provocaram a morte de 100 pessoas no estado e deixaram 130 desaparecidos até o início da noite.

Em Canoas, os temporais deixaram um rastro de destruição. Até o começo da noite, quatro mortes haviam sido registradas na cidade.

“A cidade está destruída. Das 27 unidades básicas de saúde nós perdemos 19. Das quatro UPAs, perdemos três. Das cinco farmácias distritais, perdemos quatro. Todos os quatro Caps de Canoas nos perdemos. Todas as escolas foram atingidas, perdemos infraestrutura, centros esportivos, equipamentos, vamos ter que reconstruir”, afirmou o prefeito Jairo Jorge.

Em todo o estado, são 230,4 mil pessoas fora de casa. Desse total, são 67,4 mil em abrigos e 163,7 mil desalojados (pessoas que estão nas casas de familiares ou amigos).

O estado tem 425 dos seus 497 municípios (85%) com algum relato de problema relacionado ao temporal, com 1,476 milhão de pessoas afetadas.

Informações: G1

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Clique para ampliar

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

André Quiroga

Clique para ouvir

Noite de Queijos e Vinhos

Jornal Edição de Notícias

Resumo de Notícias Mensal

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: