Paraná em Notícias

Presidente da Hyundai Brasil, Centro América e América do sul visita Londrina após grupo anunciar investimento de R$ 5,5 bi no país

Compartilhe no WhatsApp

Com uma estratégia corporativa de grandes investimentos no país, a Hyundai entrou em 2024, apostando alto no mercado brasileiro. Anunciou investimento na ordem dos R$ 5,5 bilhões na indústria até 2032, e esses recursos terão foco também em acelerar tecnologias eco-amigáveis, o que se traduz no desenvolvimento de alternativas verdes e hidrogênio, incluindo comercialização de veículos elétricos, híbridos e pesquisas para descarbonização dos veículos.
É a busca de uma frota mais sustentável, com a produção também de motores híbridos flex e os eletrificados.

Em visita a Londrina o presidente da Hyundai Motor Brasil e das Américas Central e do Sul, Airton Cousseau, que tem uma significativa experiência global, reforçou esse posicionamento.

“O investimento anunciado é mais uma prova do quanto a Hyundai acredita e aposta no mercado brasileiro. Para dar mais detalhes sobre a iniciativa, posso dizer que esse valor será investido gradativamente a partir desse ano, até 2032, com o principal objetivo de desenvolver tecnologias verdes e hidrogênio, incluindo a comercialização de veículos elétricos, híbridos e o investimento em pesquisas alinhadas às políticas de descarbonização. Nós acreditamos que essas novas tecnologias vêm de encontro à questão da sustentabilidade e da preservação do meio ambiente, e que vão colaborar de maneira definitiva com a redução das emissões de carbono no meio ambiente. Sobretudo, nós vamos, com esta medida, aprimorar também os conceitos de manufatura, que dentro da Hyundai já seguem índices de sustentabilidade com padrões internacionais”

Hoje a fábrica de Piracicaba produz 200 mil carros por ano, sempre trabalhando em três turnos ininterruptamente desde que as operações começaram no Brasil em 2012. Ele analisou também o momento do mercado.

“Os números não mentem. É uma opção que o cliente já reconhece, demanda e precisa ser atendido em velocidade correspondente. A Hyundai planeja aumentar gradualmente a comercialização de veículos com zero emissões (ZEVs). Globalmente, a marca trabalha para que, até 2040, os veículos elétricos totalmente movidos a bateria (BEVs) ou célula de combustível a hidrogênio (FCEVs) respondam por 80% do total de suas vendas mundiais. Essa meta ajuda a explicar, no caso do Brasil, movimentos como a unificação com a CAOA e os investimentos bilionários recentemente anunciados”.

Cousseau visitou a ExpoLondrina, e participou da reinauguração da concessionária Hyundai Lovat, que também se enquadra dentro de um realinhamento para as novidades que estão por vir, seguindo o mais alto padrão Global GDSI (Global Dealership Standard Identification), que inclui a melhor experiência do cliente. Tendência em todo o Brasil, a concessionária que recebeu um investimento de R$ 2 milhões, passa a comercializar produtos importados, e com a mais alta tecnologia do mundo, incluindo os eletrificados.

A concessionária é uma das 250 no país, que faz parte do plano de crescimento com foco em eletrificação dos veículos, uso de energia renovável e expansão das operações com hidrogênio na América Latina. O espaço abrange uma área de 5 mil m², incluindo um showroom de 1000 m² para veículos. O design é alinhado com os novos conceitos, moderno e preocupado com o meio ambiente, dispondo de um sistema de gerenciamento de resíduos. Também há obras avançadas para a captação de energia solar, Espaço Kids em funcionamento e área pet friendly em desenvolvimento.

Questionado sobre a possibilidade de desenvolver motores movidos à hidrogênio, Cousseau afirmou que o Brasil tem uma coisa extremamente positiva, que é o etanol. “Você pode produzir hidrogênio através do etanol, é uma das melhores alternativas para gerar esse combustível”, apontou. “Nós estivemos com o nosso chairman visitando a USP (Universidade de São Paulo) que desenvolve os estudos sobre a questão de combustível de hidrogênio a partir do etanol e a maior vantagem é que em todo o ciclo, é o único que dá uma emissão negativa de CO2, então é uma possibilidade gigante, porque o Brasil é um dos maiores produtores de etanol.”

Outra novidade é a unificação das marcas Hyundai e CAOA. “Estamos vivendo um momento único, a Hyundai Lovat foi eleita a melhor concessionária Hyundai do Brasil em 2023, e comemora também a unificação das marcas, que era esperada há mais de 7 anos. Antes existia concessionária de automóveis Nacional (HMB) e Importados (Hyundai Caoa), agora a Hyundai Lovat será a única representante da marca nas cidades de Londrina e Maringá” – comemora o sócio diretor da Hyundai Lovat, Edson Akira Nagazava.

A Lovat vai comercializar e prestar serviços de pós-venda para os carros nacionais e importados. “Em breve teremos em nosso showroom a SUV New Tucson e o caminhão HR, e para o segundo semestre deste ano, teremos o lançamento de dois novos produtos, o IONIQ5 (eleito o melhor carro elétrico do mundo em 2023) e o Palisade (Suv de 8 lugares) com três tipos de motorização” – pontua Edson.

O investimento bilionário também objetiva pesquisas em universidades públicas e privadas sobre a descarbonização no país, e o aprimoramento de profissionais, que serão capacitados para trabalhar com as tecnologias sustentáveis.

No Brasil, além da fábrica em Anápolis em parceria com o Grupo CAOA, a Hyundai é proprietária de uma planta fabril no parque industrial em Piracicaba, que conta com mais de 10 empresas, e gera quase 6 mil empregos diretos e 35 mil indiretos. As duas fábricas estão envolvidas no compromisso da empresa em alcançar a neutralidade de carbono até 2045, e o mercado consumidor brasileiro é considerado polo estratégico para a expansão.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Clique para ampliar

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

André Quiroga

Clique para ouvir

Noite de Queijos e Vinhos

Jornal Edição de Notícias

Resumo de Notícias Mensal

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: