Arapongas

Prefeitura reforça importância da segunda dose da vacina na luta contra a Covid-19

Compartilhe no WhatsApp

A Prefeitura de Arapongas, através da Secretaria Municipal de Saúde, destaca a importância da segunda dose da vacina contra a Covid-19 e orienta que a população não deixe de receber esse reforço. Pessoas que já receberam a primeira dose dos imunizantes (CoronaVac, AstraZeneca ou Pfizer) devem comparecer nos locais de vacinação para a segunda aplicação e, assim, garantir a completa eficácia desses dos imunizantes.
Prazos – A vacina CoronaVac conta com um período de 21 a 28 dias de intervalo entre a 1ª e 2ª dose; a AstraZeneca, de três meses, e a Pfizer, um intervalo maior ou igual a 21 dias (de preferência três semanas) entre as duas doses. O Ministério da Saúde reitera que mesmo aquelas pessoas que perderam o prazo estabelecido no cartão de vacinação para o reforço da vacina contra a Covid-19 devem procurar uma unidade de Saúde para a segunda dose.
O secretário da Saúde, Moacir Paludetto Jr, afirma que para o mês de junho espera-se que sejam aplicadas 1.678 doses (2ª dose) – respeitando o intervalo de três meses do imunizante AstraZeneca. Para o mês de julho, serão 3.725 doses do mesmo imunizante. As segundas doses de CoronaVac estão sendo aplicadas conforme a chegada de lotes. “ Arapongas registra um índice positivo de procura e aplicação de segunda dose. No mês que vem, a demanda vai aumentar e estamos com a expectativa de que a população compareça até os locais de vacinação. Em junho, das 1.678 pessoas esperadas para a segunda dose da AstraZeneca, 1.221 já tomaram. Se percebemos que a população não está buscando pela segunda dose, vamos enfatizar ainda mais sua importância, contando ainda com a atuação das nossas equipes do Programa Saúde da Família (PSF) ”, disse.
Em entrevista, o infectologista, Dr. Flávio Kazuma pontuou questões importantes sobre a segunda dose da vacina, que garante a imunização de forma mais eficaz.
– Qual a importância da 2ª dose?
Dr. Flávio: A segunda dose é fundamental, pois existem vacinas que são dose única, duas doses e até 3 doses ou mais de reforço periódico. Cada fabricante do imunizante realiza testes com as vacinas para determinar o número adequado de doses para conseguir a eficácia desejada. Portanto, é importantíssimo tomar a quantidade de doses recomendadas pelo fabricante, pois tomar uma dose e não tomar a segunda é a mesma coisa que nadar e morrer na praia.
Mesmo se houver atraso, ainda é necessário tomá-la?
– Dr. Flávio: Em relação ao atraso, da mesma forma que a resposta anterior. O ideal é que a segunda dose seja feita de acordo com a orientação do fabricante, porém, nos casos de atraso por esquecimento, falta do imunizante, etc., o importante é tomar a segunda dose. Não há um prazo definido a partir do qual se considere perdida a primeira dose. Mas o segredo é: tomar a segunda dose, independente de quanto tempo atrasou.
São comuns as reações após a vacinação?
– Dr. Flávio: Reações vacinais são comuns em qualquer vacinação, em maior ou menor grau. Algumas vacinas são mais reatogênicas (capacidade de causar reação adversa) que as outras e essas reações, bem como a intensidade delas, são avaliadas nas fases de testes clínicos com seres humanos. Todas as vacinas que estão no mercado, liberados pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), são extremamente nesse quesito, mas é claro que existem imunizantes mais ou menos reatogênicos que outros. O importante é ressaltarmos que quanto maior o número de pessoas imunizadas, melhor e mais rapidamente acabaremos com essa triste realidade da nossa história, a Pandemia por SARS-CoV-2.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Está chegando em Arapongas

JR Martelinho de Ouro

Eudora – Isabela (43)99930-7585

Atom Academia

Clique na Imagem p/Ampliar

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: