Arapongas

Prefeitura apresenta uniforme cívico-militar da Escola Maria Hercília

Compartilhe no WhatsApp

Em ato simbólico, a Prefeitura de Arapongas, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou nesta sexta-feira, 02, a entrega dos uniformes militares – fardamento composto por 15 itens – dos alunos da Escola Municipal Professora Maria Hercília Horácio Stawinsk, na região da Zona Sul. A instituição de ensino será a primeira da Rede Municipal em todo o Paraná a implementar a disciplina cívico-militar para os alunos do 1º ao 5º ano. A entrega contou com a presença do prefeito Sérgio Onofre e do secretário da pasta, Luiz Roberto dos Santos, o professor Peta.
Para o prefeito, é mais um passo positivo dentro da educação. “Ver essas crianças uniformizadas já nos traz muita alegria. A primeira vez que eu vi uma escola militar, em Curitiba, eu tive a certeza de que de iríamos implementar aqui em Arapongas. Esse sonho se tornou realidade. E o nosso intuito é o de implementar esse mesmo modelo em outras escolas. Os moldes da escola militar unem a instituição de ensino e família, através de um sistema organizado, semeando o respeito para com os pais, professores, comunidade e entre os próprios alunos”, enfatizou.
A ideia para implementação do ensino cívico-militar em uma Escola Municipal surgiu em 2019. Desde então, uma comitiva responsável foi formada na Escola Municipal Maria Hercília, além da readequação das salas e demais espaços físicos, equipamentos, aquisição de uniformes entre outros meios necessários para o desenvolvimento do projeto. No mesmo ano, a disciplina foi apresentada aos pais dos alunos, tendo boa aceitação. A nova disciplina chegou a ser aplicada, como modo de adaptação, no início do ano letivo de 2020, mas logo teve de ser suspensa também por conta da pandemia do coronavírus.
O secretário Peta falou sobre esse passo para a formação dos alunos. “Tivemos que suspender nossas aulas presenciais há mais de um. Mesmo com as aulas em casa, a disciplina cívico-militar se manteve suspensa, por demandar um acompanhamento presencial dos monitores de ensino disciplinar-cívico. Estamos traçando junto ao prefeito um retorno híbrido, que garanta a segurança dos alunos e profissionais. Estamos entusiasmados e confiantes. Tudo acontecerá de maneira correta e no tempo certo”, reforçou. A disciplina cívico-militar da Escola Municipal Professora Maria Hercília Horácio Stawinsk tem como equipe disciplinar o subtenente Antônio José da Silva, diretor disciplinar, e monitores de ensino o subtenente Valdinei e Cabo Luciomar. Participaram do ato, o presidente da Câmara, Rubão, vereadores Maor Arduim e Cecéu.
APROVAÇÃO DOS PAIS
Patrícia Pinton Silveira é mãe da aluna Júlia Gonçalves, do 5º ano B. Mesmo em um curto tempo de aplicação da nova disciplina cívico-militar, ela se diz contente com a metodologia. “Quando eu soube que a Escola Maria Hercília ia ter o ensino cívico-militar, fiquei muito feliz, pois acredito que esse ensino faz com que as crianças se comportem como crianças, mas que também tenham responsabilidades e regras. Como cumprir horários, obedecer em sala de aula, respeito com os pais, professores e colegas. Eu, como mãe, adorei. Ela também, como aluna, adorou a ideia. Até em casa foi possível notar uma mudança positiva de postura”, salientou.
VOLTA ÀS AULAS
Ainda durante o evento, Onofre falou de um possível retorno às aulas (no modelo híbrido) ainda para o segundo semestre de 2021. Ele afirmou que a primeira região que retornará com as aulas será a Zona Sul. O prefeito explicou que será uma fase experimental, onde profissionais da saúde estarão todos os dias nas escolas e Cmeis da Zona Sul, realizando testagens e acompanhamentos dos alunos e trabalhadores da Educação. “Nós vamos fazer uma espécie de laboratório, iniciando pelas escolas e Cmei’s da região Sul. Profissionais da saúde estarão periodicamente e irão acompanhar os nossos alunos e funcionários. Dando certo aqui, vamos realizar o mesmo processo em outras escolas. Aos poucos, vamos retornar as nossas aulas de forma plena”, frisou.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, todos os trabalhadores da Educação receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Inclui-se no quantitativo os profissionais da educação básica (Escolas Municipais e Centros Municipais de Educação Infantil), Rede Estadual, Rede Privada (Escolas, Colégios e Centros de Educação Infantil) e também do Ensino Superior

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Clique na Imagem p/Ampliar

Aravel

JR Martelinho de Ouro

Atom Academia

Feliz Dia dos Pais

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: