Apucarana

Obras da “Cristiano Kussmaul” devem ser concluídas em 20 dias

Compartilhe no WhatsApp

Uma obra estruturante alinhada com a duplicação do Contorno Sul, a reconstrução de um trecho de 2,3 quilômetros da Rua Cristiano Kussmaul, na região sul de Apucarana, está na reta final. Para conclusão dos serviços, em cerca de 400 metros lineares entre a rua Valdemar Albert Schmaiske e o Condomínio Residencial Damin, foi necessária a interrupção temporária do trânsito, sendo o fluxo direcionado para o Jardim Veneza.

“Toda obra gera conflitos momentâneos e neste caso foi preciso interromper o tráfego de veículos para garantir segurança e também maior agilidade na execução dos trabalhos pela empreiteira. Contamos com a compreensão da população, que em breve vai poder usufruir de uma rua com infraestrutura e pavimento asfáltico de qualidade. Se tudo correr bem, o serviço deve ser concluído em 20 dias”, informa o prefeito Júnior da Femac.

Executada pela Tapalam Construções e Empreendimentos, de Apucarana, a melhoria está na terceira e última etapa e representa investimento na ordem de R$3.063.544,14, sendo R$2.443.079,06 via Banco Fomento Paraná e R$1.081.510,87 de contrapartida municipal. “Nesta semana a empreiteira está realizando a limpeza e preparação do terreno, com colocação da rede de galeria pluvial”, informa Herivelto Moreno, secretário Municipal de Obras. A obra, destaca Moreno, contempla ainda implantação de alargamento da via com construção de meio-fio, calçadas com acessibilidade, pavimentação asfáltica, plantio de árvores, grama e sinalização de trânsito.

A nova pista de rolamento terá 10 metros de largura, com asfalto próprio para tráfego pesado. “Esta é uma obra com o selo da gestão Beto Preto, projetada para absorver o desenvolvimento urbano e industrial atraído por esta região e garantir ligação mais rápida e segura ao Contorno Sul de Apucarana”, detalha Júnior da Femac, lembrando que até o início da década de 90 a Rua Cristiano Kussmaul era uma via rural de ligação da cidade com o Contorno Sul, Parque Industrial Sul e acesso à estrada velha para Rio Bom. “Uma via precária, sem drenagem e base adequadas, o que gerava muita reclamação por parte da população e constante prejuízo aos cofres públicos devido a necessidade de reparo asfáltico periódico”, recorda o prefeito.

As melhorias para o trecho de 2,3 quilômetros também contemplam um sistema de iluminação pública mais potente e eficiente, contribuindo para a expansão e desenvolvimento da atividade imobiliária e industrial. O projeto de modernização da rua prevê ainda a construção de uma outra faixa de tráfego, passando a ser uma avenida duplicada. “Esta segunda faixa será de responsabilidade das loteadoras”, lembra Herivelto Moreno, secretário Municipal de Obras.

O prefeito Júnior da Femac lembra que tanto a licitação quanto o início da obra aconteceram no ano passado, período anterior ao surgimento da pandemia do novo coronavírus. “Para a obtenção dos recursos, foram anos de muita luta em Curitiba por parte do ex-prefeito e atual secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, e somente no ano passado conseguimos a homologação e liberação da verba através do governo Ratinho Júnior, que tem um olhar de muito carinho por Apucarana”, recorda o prefeito, salientando que atualmente o foco prioritário da administração municipal é o enfrentamento da doença.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Aravel

JR Martelinho de Ouro

Atom Academia

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: