Arapongas

Nutricionista Carla Milani da Magrass fala sobre como Mudar hábitos alimentares

Compartilhe no WhatsApp

Muita gente tem como conceito de “saúde “ o simples fato de não ter nenhuma patologia, seja ela, diabetes, hipertensão, problemas cardiovasculares entre outras, gerando certo preconceito com alimentação saudável, e esquecem que a nutrição e alimentação são aliados da Prevenção.
Com todo esse estresse do trabalho, acabamos optando por “praticidade”, aqueles deliciosos fast food, macarrão instantâneo, biscoitos com sabores “agradáveis” ao nosso paladar.
A Indústria Alimentícia enche esses produtos de aditivos químicos gerando um sabor adorável ao indivíduo, propositalmente. Nosso corpo é extremamente treinável, as papilas gustativas, que são essas pontinhas que temos na língua, se acostumam com os sabores daquilo que é mais fornecido a ela, desenvolvendo um vício, ou seja, quanto mais industrializados comemos, menos agradável é o sabor de uma fruta, legume, verdura …
O primeiro passo para uma iniciar hábitos alimentares saudáveis é a limpeza orgânica, é a retirada desses produtos extremamente nocivos à saúde, estudos mostram que, se retirarmos tais produtos por pelo menos 1 mês, conseguimos desacostumar nossas papilas ao muito salgado, ou ao muito doce! Por isso que o primeiro mês da “mudança alimentar” é tão difícil para algumas pessoas, mas é necessário.
Nesse início é comum as pessoas relatarem que não comem várias vezes no dia por conta da correria, o que também pode ser prejudicial. Nós temos uma memória chamada, MEMÓRIA DA FOME, quando ficamos um período extenso sem comer, a mesma é ativada e vai nos lembrar de todos os intervalos que deixamos de fazer, e quando chegarmos em casa a fome estará muito aumentada, fazendo com que comemos tudo e mais um pouco. Sabemos que quando estamos com muita fome, nosso cérebro instintivamente pede carboidrato, coisas pesadas, dificilmente iniciamos a refeição pela salada.

Ou seja, é necessário fracionarmos a refeição para acalmar essa fome, e incluir sempre alimentos ricos em fibras, para tornar essa alimentação mais sacietógena. Por exemplo, se ingerirmos uma maçã como lanche da tarde, provavelmente dentro de 2 horas estaremos com muita fome e as frutas também possui o açúcar próprio dela, e tudo que é fonte de carboidrato tem digestão rápida. Então indicamos incluir em todos esses intervalos alimentares fontes de fibras, para que elas “segurem ”a digestão muito rápida dos demais alimentos, postergando mais essa fome.
Dentro do Programa Magrass trabalhamos dessa forma, visando sempre a prevenção de patologias, mas devido a nossa alimentação saudável, também conseguimos mudar o quadro clinico de muitos clientes, e de quebra resgatamos auto estima!

Carla Milani CRN:7992
Nutricionista Magrass Arapongas

Molicenter – Ofertas

Farmácia São Lucas

Molipark – Reservas (43)99657-0277

Inauguração Obras Rua Pavão

Assembléia IPR – Clique p/Ler

Rádio Gospel Hits

Solução Informática e Tecnologia

Jornal Edição de Notícias