Notícias Geral

Mundial Sub 20 – Brasil perde título para Sérvia

Compartilhe no WhatsApp

Brasil perdeu a chance de comemorar seu sexto título mundial na categoria Sub-20. Na madrugada deste sábado, a equipe do técnico Rogério Micale lutou, jogou a sua terceira prorrogação no torneio, mas foi derrotada pela Sérvia por 2 a 1, no Estádio North Harbour, em Auckland (Nova Zelândia).

O gol da vitória dos europeus foi marcado por Maksimovic, aos 13min do segundo tempo da prorrogação. Em um momento em que a partida estava aberta, a Seleção Brasileira foi castigada por um contra-ataque nas costas de sua zaga e não teve como reagir.

Com o resultado, a Sérvia conquista, como nação independente, seu primeiro título mundial na categoria Sub-20. A Iugoslávia havia faturado a competição em 1987. O Brasil, por sua vez, amarga o quarto vice-campeonato – a Argentina segue como maior campeã, com seis conquistas.

O Jogo

A Sérvia apostou na força física de seus atletas para tentar surpreender no início. Na primeira investida pelo alto, o cruzamento de Zivkovic passou com perigo na área brasileira, mas não houve o complemento em direção ao gol da jogada.

O lance não deixou a equipe brasileira assustada. A partir daí, o time canarinho passou a ter o domínio e criou duas boas chances. Na primeira, aos nove minutos, o arremate de Jean Carlos foi espalmado por Rajkovic. Pouco depois, o arqueiro sérvio teve participação decisiva na conclusão de Gabriel Jesus, depois de linda jogada individual.

 orar seu sexto título mundial na categoria Sub-20. Na madrugada deste sábado, a equipe do técnico Rogério Micale lutou, jogou a sua terceira prorrogação no torneio, mas foi derrotada pela Sérvia por 2 a 1, no Estádio North Harbour, em Auckland (Nova Zelândia).

O gol da vitória dos europeus foi marcado por Maksimovic, aos 13min do segundo tempo da prorrogação. Em um momento em que a partida estava aberta, a Seleção Brasileira foi castigada por um contra-ataque nas costas de sua zaga e não teve como reagir.

Com o resultado, a Sérvia conquista, como nação independente, seu primeiro título mundial na categoria Sub-20. A Iugoslávia havia faturado a competição em 1987. O Brasil, por sua vez, amarga o quarto vice-campeonato – a Argentina segue como maior campeã, com seis conquistas.

 Foto: David Rowland / AP
Sérvia faz a festa com primeira conquista do Mundial Sub-20 como país independente

Foto: David Rowland / AP

Depois do terrível desempenho no Sul-Americano do começo do ano, com o quarto lugar, o resultado do time brasileiro pode ser considerado positivo em função dos diversos problemas registrados na preparação. Na véspera do Mundial, o técnico Alexandre Gallo foi demitido e, de forma emergencial, Rogério Micale assumiu o grupo convocado por seu antecessor.

O Jogo

A Sérvia apostou na força física de seus atletas para tentar surpreender no início. Na primeira investida pelo alto, o cruzamento de Zivkovic passou com perigo na área brasileira, mas não houve o complemento em direção ao gol da jogada.

O lance não deixou a equipe brasileira assustada. A partir daí, o time canarinho passou a ter o domínio e criou duas boas chances. Na primeira, aos nove minutos, o arremate de Jean Carlos foi espalmado por Rajkovic. Pouco depois, o arqueiro sérvio teve participação decisiva na conclusão de Gabriel Jesus, depois de linda jogada individual.

O Brasil chegou mais duas vezes, sem tanto perigo, antes de o jogo ficar mais equilibrado. Depois dos 25 minutos, as defesas se apresentaram mais sólidas e as finalizações vieram basicamente de longa distância, sem tanto perigo.

Mas, pouco antes do intervalo, em um escanteio, a Sérvia criou a sua melhor chance na etapa inicial. Milinkovic cabeceou com extrema liberdade, mas presenciou um verdadeiro milagre do goleiro Jean.

Mais emoção e gols

Recuperado do susto, o Brasil iniciou o segundo tempo novamente com um ritmo forte. Aos três minutos, no rebote de Rajkovic, Danilo perdeu uma chance incrível na marca do pênalti, arrematando por cima do gol.

Rapidamente, a Sérvia voltou a equilibrar as ações e causar alguns transtornos. Preocupado, o técnico Rogério Micale promoveu a entrada de Andreas Pereira no meio-campo. Sacrificado, Boschilia saiu irritadíssimo de campo e chutou até um objeto no banco de reservas.

A queda de rendimento brasileira se acentuou: a Sérvia aproveitou e abriu o placar. Aos 24 minutos, após cruzamento da direita, João Pedro cochilou na marcação e permitiu Mandic completar livre na pequena área. Para alívio de Rogério Micale, a Seleção empatou três minutos depois, na jogada individual de Andreas Pereira, que demonstrou talento para driblar na esquerda e arrematou firme, cruzado, sem chances para o goleiro adversário.

No fim do tempo regulamentar, Andreas Pereira poderia ter sido o herói completo da Seleção Brasileira. Mas a cobrança de falta do meia esbarrou no goleiro Rajkovic, autor de uma defesa espetacular no canto esquerdo.

Prorrogação e castigo

A busca pelo gol foi a tônica dos times no tempo extra, junto com a chegada de uma chuva fortíssima. Sobretudo no segundo tempo da prorrogação, os times partiram para o jogo franco e agradou a torcida. Contudo, o Brasil foi castigado e, no contra-ataque, levou o gol. Maksimovic foi acionado por Zivkovic nas costas da zaga e tocou na saída de Jean: 2 a 1.

Fonte: Portal Terra

Depilação a Laser Crystal 3D

Molicenter – Ofertas para 24/11/2020

Black Week Unicesumar

Contato – (43)99916-6212 – Simone

Atom Academia

Famintu’s Pet

Rádio Gospel Hits

Jornal Edição de Notícias

× Fale Conosco - Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: