Ocorrência Policial

Motorista que atropelou duas pessoas e provocou a morte de um jovem segue preso em Apucarana

Compartilhe no WhatsApp

Polícia Civil de Apucarana confirmou na manhã desta segunda-feira (13), que o motorista de 50 anos, que atropelou duas pessoas e provocou a morte de um jovem, continua preso. Ele foi autuado por homicídio culposo na direção de veículo automotor.

“Como o motorista também sofreu alguns ferimentos, após o acidente ele foi levado até a Unidade de Pronto Atendimento, Upa, e a equipe médica concedeu um atestado, apontando que ele realmente estava embriagado. Além do homicídio culposo, ele vai responder também por lesão corporal culposa, com agravo de pena pelo fato de estar embriagado. Não foi arbitrado fiança, ele segue preso e se encontra a disposição da justiça,” detalha o delegado chefe de Apucarana, Marcus Felipe da Rocha.

A polícia tem um prazo de dez dias para concluir as investigações. “Vamos ouvir testemunhas, a outra vítima que sobreviveu, procurar imagens, para entender as circunstâncias desse acidente. Tudo indica que o causador foi o motorista, que estava conduzindo o veículo embriagado,” ressalta o delegado.

Segundo testemunhas, Alex José da Sila e sua companheira Mayara Cristiane, ambos de 26 anos, estavam sentados na calçada quando o acidente aconteceu. O jovem segurava seu filho, de apenas um ano no colo, e salvou a vida da criança.

O irmão da vítima, Alan José da Silvia, contou que Alex ao perceber que o carro se aproximava, arremessou a criança, evitando que o veículo atingisse o filho.

“Meu irmão salvou a vida do filho, só deu tempo dele tirar a criança da direção do carro. Ele estava na calçada, sentado e morreu,” comenta Alan.

O veículo acertou com muita violência o casal. Mayara sofreu ferimentos na perna, foi socorrida e segue hospitalizada. Ela não corre riscos de perder a vida.

Já Alex, que tinha comemorado aniversário no último dia 10, não resistiu aos ferimentos e morreu no Hospital da Providência, na manhã de domingo (12). Moradores do Residencial Sumatra cobram melhorias na Rua onde o acidente aconteceu.

“Precisa de um quebra molas, os motoristas não respeitam a velocidade, a gente sempre vê motoristas em alta velocidade por aqui. Meu amigo morreu, animais já morreram, já aconteceram outros acidentes. Alguma coisa precisa ser feita,” disse Henrique Rodrigues, amigo da vítima.

O motorista de 50 anos, conduzia um GM/Kadett. O acidente aconteceu na noite de sábado (11), na Rua Magno Cavalcanti.

O homem tentou fugir, mas testemunhas seguraram o suspeito, até a chegada a Polícia Militar (PM).

TN ONLINE

Sima

Depilação a Laser Crystal 3D

Molicenter – Ofertas para 24 e 25/10/2020

Contato – (43)99916-6212 – Simone

Ney Faccio 24/10

Atom Academia

Famintu’s Pet

Rádio Gospel Hits

Canal André Silva

Jornal Edição de Notícias

× Fale Conosco - Anuncie no site