Ocorrência Policial

Motorista dirigiu cerca de 300 metros com van ‘pendurada’, diz perícia

Compartilhe no WhatsApp

O motorista do caminhão que se envolveu no acidente com uma van que matou sete pessoas na BR-376, em Palmeira, na região dos Campos Gerais do Paraná, disse à polícia que no momento da batida ouviu um estrondo forte, mas pensou ser um pneu que tivesse furado.

Ainda segundo a polícia, o motorista do caminhão teria andado por mais 300 metros com a van pendurada na traseira do caminhão, e só percebeu quando outros motoristas que passavam pela estrada fizeram sinais tentando avisar.

O veículo seguia na pista sentido Curitiba, onde entregaria caixas de leite em estabelecimentos da região metropolitana.

A batida foi na altura do quilômetro 544. Peritos estiveram no local durante a manhã desta sexta-feira (12). O acidente foi por volta das 23h da quinta-feira (11). 

Um inquérito foi aberto para apurar as causas do acidente e deve ser finalizado em trinta dias.

O delegado Plínio Gomes Filho é responsável pela investigação e, além do motorista do caminhão, ouviu os policiais rodoviários federais que atenderam o acidente. De acordo com ele, serão analisados pontos como o funcionamento das luzes traseiras do caminhão, a velocidade da van, ou ainda se o motorista cochilou.

O motorista do caminhão não se feriu. Ele fez teste do bafômetro com resultado negativo para a ingestão de álcool. Após ser ouvido, o homem foi liberado.

As vítimas foram identificadas. 

Andreia Lemes Santana (Barra do Jacaré), zeladora de escola estadual;

Aparecida Lucia da Cunha (moradora de Barra do Jacaré), professora aposentada da rede estadual e presidente municipal da Apae;

Ederson Camiloti (Santo Antônio da Platina), professor de educação física da rede municipal e marido de Silvia;

Miguel Henrique Souza de Melo (Jacarezinho), motorista e dono da van;Joana Darc Franco Bertoni (Santo Antônio da Platina), professora de Biologia da rede estadual;

Lucilene Prates Saidler (Santo Antônio da Platina), atuava no setor administrativo da rede estadual de ensino;

Silvia Regina Gomes (Santo Antônio da Platina), professora da educação especial do estado.

Van viajava para encontro de educação

A van saiu da região norte do Paraná com nove passageiros e o motorista. Eles eram de cidades de Cambará, Barra do Jacaré e Santo Antônio da Platina.

Segundo a polícia, o grupo era composto por profissionais de educação e viajava com destino à capital para um encontro da APP-Sindicato.

Em nota, a entidade lamentou o acidente e comunicou o cancelamento do evento. A APP-Sindicato também disse acompanhar a situação, além de prestar auxílio às famílias das vítimas.

“Neste momento de profunda dor, a prioridade é a confirmação da identidade das vítimas e o socorro possível aos(as) sobreviventes e às famílias”, cita trecho da nota.

Com informações, G1

 

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Vendo ou Troco Apartamento

Kombucha da Si – Clique Vídeo

Fala Aí – 87,9 FM

JR Martelinho de Ouro

Sexta Comédia com Tadeu

Cursos Gratuitos

Clique na Imagem p/Ampliar

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: