Apucarana

Moradores de rua pernoitam em abrigo viabilizado pela Prefeitura

Compartilhe no WhatsApp

Quinze moradores em situação de rua passaram a noite no abrigo estruturado pela Prefeitura de Apucarana, no Centro da Juventude. O espaço foi viabilizado para proteger a população que vive nas ruas nestes dias de frio intenso. Na primeira noite da acolhida, o prefeito Junior da Femac foi até o local para verificar as acomodações e conversar com as pessoas que foram atendidas pelo serviço.

De acordo com dados do Simepar, a sensação térmica nos últimos dias chegou a 1o durante a madrugada. “É uma onda de frio muito forte que há muitos anos não víamos em Apucarana e temos que ter essa atenção com os moradores de rua, que são filhos de Deus e merecem nosso carinho e respeito”, frisa o prefeito Junior da Femac.

O prefeito lembra que o Município já atende os moradores de rua no Centro Pop, localizado na Rua Clotário Portugal, com refeições – café da manhã, almoço e janta – e espaço para higienização pessoal e de roupas. “O Centro Pop já faz regularmente esse trabalho de acolhimento, mas neste período nós precisamos também acolhê-los durante a noite, pois o frio é muito intenso e há risco de morte por hipotermia”, observa.

Segundo a secretária Municipal de Assistência Social, Ana Paula Nazarko, a primeira noite de acolhimento teve a adesão inicial de 11 pessoas, que foram transportadas do Centro Pop até o Centro da Juventude. “E com o trabalho de busca das equipes da Assistência Social durante a noite, mais 4 pessoas resolveram ir pernoitar no abrigamento organizado pelo município”, afirma a secretária.

Ana Paula Nazarko acrescenta que durante o dia as equipes da Secretaria de Assistência Social estão percorrendo a cidade com o objetivo de obter a adesão dos moradores de rua. “Fazemos a proposta para que eles passem uma noite segura, em local tranquilo e aconchegante para fugir do frio, porém nem todos querem receber esse atendimento do serviço municipal”, lamenta Nazarko, acrescentando que a iniciativa está recebendo o apoio de segmentos organizados da sociedade. “Todos estão sendo muito solidários e colaborando”, completa Nazarko.

Paulo Evangelista é uma das pessoas que atendeu o apelo do Município e contou um pouco das dificuldades de estar na rua durante o inverno. “Eu deito na calçada, tava geando, um frio danado, uma ventania e não dá nem pra sentir o calor do cobertor”, descreve.

Diego Alves acredita que o local de acolhimento garante uma noite tranquila de sono. “Tava sem condições de dormir na rua, tremendo o tempo todo. Na verdade, eu não estava nem conseguindo dormir”, afirma o morador de rua.

A população pode ajudar na busca ativa, ligando para o telefone 99654-7279 e informando sobre alguém que precise do serviço de acolhimento noturno.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Clique na Imagem p/Ampliar

Aravel

JR Martelinho de Ouro

Atom Academia

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: