Mandaguari

Mandaguari agora é a Capital do Café do Norte Central do Paraná

Compartilhe no WhatsApp

Estamos engajados na cultura do café”, diz Ivonéia Furtado

Mandaguari é oficialmente a Capital da Café do Norte Central do Paraná. O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou no dia 28 de maio a Lei nº 20.592/2021, aprovada na Assembleia Legislativa do Paraná, que concede o título ao município. O autor da proposta é o deputado estadual Evandro Araújo (PSC).

Segundo a prefeita de Mandaguari, Ivonéia Furtado, o título é um reconhecimento da cultura cafeeira local. “A produção de café gera empregos, leva o nome do município para outras cidades, estados e fora do País, chegando às mãos até do Papa Francisco e da Família Real da Noruega. Temos um solo fértil e altitude adequada para essa produção. O resultado disso são produtos de ótima qualidade”, comemora a prefeita.

Quatro dias antes da concessão do título ao município, Ivonéia sancionou a Lei nº 3.556/2021, que institui o café como bebida típica de Mandaguari. O autor da proposta foi o vereador Sebastião Alexandre (MDB). A lei ainda insere o Dia do Café no calendário oficial de Mandaguari, a ser celebrada em 6 de maio, coincidindo com a temporada de colheita do fruto e com o aniversário da cidade.

“Estamos engajados na promoção, no desenvolvimento e no progresso da cultura do café. Tudo isso faz com que 2021, para nós, seja o Ano do Café”, observa Ivonéia.

NOTORIEDADE – O reconhecimento dos cafeicultores mandaguarienses é de longa data. De 2010 a 2019, os cafeicultores receberam posição de destaque no Concurso Café Qualidade Paraná, em diferentes categorias: natural, cereja micro lote e cereja descascado.

INCENTIVO LOCAL – Mandaguari tem 356 cafeicultores cadastrados, de acordo o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná-Iapar-Emater (IDR Paraná).

Desses, 105 integram o programa Revitalização da Cafeicultura, da Prefeitura de Mandaguari, por meio Secretaria Municipal de Agricultura. O programa distribui desde 2015, com recursos municipais, até 10 mil mudas de café, anualmente, a cada produtor.

Segundo a secretaria, de janeiro a junho deste ano, a pasta já distribuiu a cerca de 30 produtores um total de 86.388 mudas, o representa o investimento de R$ 59.2260,72 em apoio ao cenário cafeeiro mandaguariense.

“No passado, algumas pessoas chegaram a desistir de produzir café. O programa das mudas é uma estratégia para não deixar essa produção morrer. Precisamos dar essa assistência para manter a tradição e incentivar que mais pessoas possam se dedicar ao café”, avalia o secretário municipal de Agricultura, Yohann Furtado.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Clique na Imagem p/Ampliar

Aravel

JR Martelinho de Ouro

Atom Academia

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: