Geral

LEI PROMOVE O MÊS DE CONSCIENTIZAÇÃO E PREVENÇÃO CONTRA A VIOLÊNCIA À PESSOA IDOSA

Compartilhe no WhatsApp

JUNHO VIOLETA FOI PROPOSTO PELO DEPUTADO COBRA REPÓRTER, PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DEFESA DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS, ADOLESCENTES, IDOSOS E PESSOAS COM DEFICIÊNCIA (CRIAI) DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO PARANÁ.
“Começa agora o ‘Junho Violeta’, mês de conscientização e prevenção contra a violência à pessoa idosa. Ela tem vários objetivos como garantir dignidade e respeito à pessoa idosa, promover ações, combater a violência contra idosos e defender seus direitos”, explicou o deputado estadual Cobra Repórter (PSD), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos das Crianças, Adolescentes, Idosos e Pessoas com Deficiência (Criai) da Assembleia Legislativa do Paraná e autor da proposta.

O Junho Violeta tem como símbolo um laço de cor violeta sendo, anualmente, incentivada a iluminação ou decoração voluntária da parte externa de prédios públicos ou privados, com luzes ou faixas na cor violeta.

“Aproveito aqui para fazer um pedido: caso alguém note algo suspeito, denuncie no Disque Idoso pelo telefone 0800 141 0001 ou no 181 da Polícia Militar. No site da Criai (www.criaiparana.org), também é possível fazer uma denúncia clicando no ‘botão’ que fica logo na página principal! A denúncia é de fundamental importância para combater este tipo de crime”, reforça o deputado

A Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho (Sejuf) informa que o Disque Idoso registrou de janeiro a dezembro de 2020, no Paraná, 1452 denúncias e 1513 orientações. As principais denúncias foram em 1º lugar as violências: financeira, patrimonial, e vulnerabilidade econômica; 2º abandono; 3º negligência; 4º agressões verbal e psicológica; 5º agressão física.

O Disque Idoso apontou que em 91% dos casos de violações acontecem por familiares da vítima, cujo principal agressor é o filho, seguido do cônjuge e netos. Em 73% dos casos, o agressor convive na mesma casa com a pessoa idosa.

De janeiro a abril de 2021, o Disque Idoso recebeu 466 denúncias e 210 orientações. As principais denúncias foram em 1º lugar apropriação indébita – violência financeira; 2º negligência; 3º agressões verbais e psicológicas; 4º agressão física; 5º abandono.

O Disque Idoso Paraná é um serviço estadual gratuito vinculado a um banco de dados que oferece à população orientações sobre os direitos da pessoa idosa, encaminha denúncias e recebe elogios e sugestões sobre serviços públicos. Está disponível para os 399 municípios paranaenses. O objetivo é manter um canal de orientações para as pessoas idosas e seus familiares, profissionais de áreas afins e comunidade em geral.

Violência – Quando se pensa em violência logo imaginamos a agressão física ou emocional, mas a lista é bem extensa e cabe ficar de olho para saber se algum idoso, da sua família ou próximo, está sofrendo com algum desses casos. Caso positivo, denuncie!

Violência física – vai desde um empurrão, um tapa ou algo que gere dor à pessoa idosa, com ou sem objetos ou armas; o uso de medicamentos indevidos e também o ato de prender a pessoa a uma cama, por exemplo;

Violência psicológica – Em muitos casos são utilizadas formas de desprezo e preconceito através de palavras e atitudes, o que pode gerar um sintoma de solidão, isolamento e tristeza no idoso.

Violência sexual – Beijos, carícias ou outros atos não consentidos com cunho sexual;

Violência financeira – Tomar de posse bens ou privar que a pessoa idosa se utilize de seus bens, como pensão, aposentadoria ou outra forma de rendimento, sem o consentimento.

Abandono – privar a pessoa idosa de conviver com os familiares ou internar em uma instituição de longa permanência sem o devido consentimento. Fonte: Alep

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Aravel

JR Martelinho de Ouro

Atom Academia

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: