Apucarana

Junior da Femac faz avaliação positiva de conquistas em 2019

Compartilhe no WhatsApp

Prefeito cita R$ 170 milhões em empreendimentos industriais e no agronegócio, nova maternidade do Hospital da Providência, Centro de Radioterapia e avanços na educação e na área de infraestrutura urbana como importantes avanços Para 2020, segundo ele, as perspectivas são bastante otimistas, considerando as boas relações com o Governo do Estado e o Governo Federal. Confira entrevista concedida à Tribuna do Norte:

TRIBUNA DO NORTE – O sr. recebeu do ex-prefeito Beto Preto uma prefeitura equilibrada. Qual a estratégia para obter bons resultados, com tantos precatórios e dívidas? JUNIOR DA FEMAC – Manter a receita da gestão Beto Preto, com austeridade, gastando o dinheiro com obras e atividades que gerem resultados econômicos para o Município e o bem estar da população. Também nos preocupamos em manter a folha de pagamento do funcionalismo bem abaixo do índice limite recomendado pelo Tribunal de Contas do Estado. Infelizmente, Apucarana tem de pagar pouco mais de R$ 2 milhões ao mês em dívidas herdadas de gestões anteriores e vale lembrar que, com esse dinheiro, seria possível viabilizar muito mais obras e programas. Enfim, fazemos as coisas de forma planejada, respeitando cronogramas e metas, dando continuidade ao excelente trabalho que o Beto Preto começou.

TN – Esse foi um ano de transição, ou seja, de novos governos no Estado e na União. O sr. conseguiu obter êxito nas relações com o Governo Ratinho Junior e em nível federal com o Governo Bolsonaro? JUNIOR DA FEMAC – Hoje Apucarana tem força política e uma equipe muito bem preparada na Prefeitura. Temos muitos projetos prontos e um planejamento continuo. Portanto, não foi difícil conversar com o governo Ratinho Junior. Temos lá o secretário Beto Preto, que é o porta-voz de Apucarana. Contamos ainda com os deputados Jacovós e Arilson. Já em âmbito federal, tivemos uma excelente interlocução com o Governo Bolsonaro, por meio do deputado Sérgio Souza. Temos o deputado Filipe Barros, entre outros que nos ajudam bastante.

TN – De forma clara o sr. tem dito que seu mandato é a continuidade da gestão Beto Preto, por que?JUNIOR DA FEMAC – Aprendi com meu pai e minha mãe o valor da lealdade. O Beto foi um excelente gestor e vivenciamos esse momento bom de Apucarana graças à sua visão e sua disponibilidade de colocar seu nome a serviço da cidade. Para mim é uma honra dizer gestão Beto Preto. É uma administração focada nas pessoas que mais precisam, que prima pela austeridade, pelo planejamento constante, pela realização das obras que mudam a vida das pessoas, do asfalto para todos, educação de qualidade em todas as escolas e a luta pela saúde no dia a dia. Esse conceito da gestão Beto Preto está presente no nosso trabalho diário.TN – Entre as principais conquistas deste ano de 2019, podemos considerar que os cerca de R$ 170 milhões em novos empreendimentos industriais e do agronegócio em Apucarana foi o mais importante?JUNIOR DA FEMAC – O momento econômico que o Brasil atravessa é delicado. Em 2019 a crise foi aguda e, só a partir de agosto, o País deu sinais de uma retomada. Em Apucarana estamos lutando diariamente pela geração de empregos, seja formal ou auto-empregos (MEI). Enfim, estamos buscando todos os meios para que as pessoas tenham renda. A prefeitura mantém várias iniciativas como a atração de novos empreendimentos. E, nos últimos meses, conseguimos atrair vários investimentos de fora, que somaram pouco mais de R$ 170 milhões, e que vão gerar cerca de 600 empregos diretos. Além disso, investimos na educação profissionalizante. As pessoas precisam de empregabilidade e nós oferecemos cursos gratuitos em diversas áreas.

TN – E os parques Industriais em que pé estão atualmente?JUNIOR DA FEMAC – Nós estamos concluindo a estrutura do novo Parque Industrial da Juruba, que nasce com o conceito de cidade industrial. Concluímos a rede de energia elétrica, com investimento de R$ 900 mil, e agora está sendo instalada toda a rede de abastecimento de água. Em breve, todas as empresas já habilitadas para o novo parque poderão iniciar a construção de suas plantas de produção. No Parque Industrial Norte concluímos os últimos trechos de asfalto que faltavam. No Parque Galan, fizemos a primeira etapa. E a partir de agora vem o Parque Berté.

TN – A educação de Apucarana se consolidou como modelo no Paraná, sendo reconhecida com seguidos prêmios. A que o sr. atribui estes significativos resultados?JUNIOR DA FEMAC – Atribuímos esse resultado ao trabalho de uma equipe multidisciplinar de alta competência, liderado pela professora Marli Fernandes. Nós priorizamos a educação, pois esse é o maior investimento que uma cidade pode fazer, ou seja, garantir educação de qualidade para suas crianças e jovens. Estamos formando uma geração vencedora. Acabamos de agregar a Língua Espanhola em toda a nossa rede, somando com o Português e o Inglês. Acabamos de receber a liberação da escola Madalena Côco, cujas obras de reforma e ampliação serão licitadas neste início de 2020. Trata-se do último, dos mais de 60 prédios que reformamos e ampliamos, com investimentos que superam a casa de R$ 50 milhões.

Tribuna – A saúde tem sido a área de maior dificuldade para os gestores em todos os níveis, ou seja, municipal, estadual e federal. Em Apucarana, quais os avanços obtidos e as perspectivas para 2020? JUNIOR DA FEMAC – A área de saúde é uma luta diária. Agradeço a toda a equipe que faz um trabalho de fôlego. Começamos o ano com a falta de 15 médicos, por conta de problemas com o Programa Mais médicos. Hoje ainda faltam 5 médicos. O Centro de Especialidades ampliou o atendimento em Apucarana; o nosso Centro de Dermatologia foi reconhecido e premiado a nível de Estado. Abrimos a farmácia 24 horas, em frente a UPA, e agora ninguém sai sem os remédios receitados. O nosso Centro Infantil será ampliado. Estamos lutando para contratar mais pediatras e até estender para a noite o horário de atendimento. A Casa da Gestante mantém um trabalho de acolhimento e acompanhamento do pré-natal. Tivemos também grandes conquistas com a nova maternidade do Providência, com a liberação de R$ 16 milhões pelo Governo do Estado, pelas mãos do governador Ratinho Junior e do secretário de Saúde, Beto Preto. Outro avanço foi a conquista do Centro de Radioterapia, que passa a ser o mais moderno do Paraná. Para 2020, temos muitas coisas programadas para a saúde, entre elas a construção do ambulatório de quimioterapia do Providência, a construção da 2º bloco do Cisvir e a entrega de novas Unidades Básicas de Saúde.TN – E no campo, quais as ações que têm sido colocadas em prática para favorecer o setor? JUNIOR DA FEMAC- Quero ressaltar aqui o Programa Terra Forte, criado pela gestão Beto Preto, e que continua sendo premiado, contribuindo para estimular a fruticultura e diversificar a produção no campo. Ao mesmo tempo, a Autarquia de Educação compra 76% da merenda escolar junto à agricultura familiar. Estamos estimulando a cafeicultura, formamos mudas e viabilizamos máquinas para plantar e colher café. Já a nossa avicultura vem crescendo e estamos trabalhando com parceiros fortes. Com relação às estradas rurais, estamos avançando em todas as regiões, utilizando toda a nossa patrulha mecanizada, além de terceirizados. Queremos garantir mobilidade para os produtores.

TN – Como está o trabalho de recuperação de praças e parques da cidade?JUNIOR DA FEMAC – Vamos continuar avançando para atender todas praças com calçadas, bancos, mesas, iluminação e equipamentos. Também vamos revitalizar a Praça do 28, que era de propriedade do Estado e agora passou a ser do Município. No Jaboti, depois das melhorias que o Beto Preto executou, dei sequência com o atrativo turístico “Eu Amo Apucarana”, com a volta dos pedalinhos e a instalação de um novo parquinho infantil. Agora estamos em fase de conclusão das obras de recuperação do Parque Biguaçu, com pista de caminhada, novos parquinhos, gramados e iluminação. Outro que vem recebendo melhorias é o Parque da Raposa.

TN – Quais são as obras de maior porte que estão acontecendo neste momento?JUNIOR DA FEMAC – Temos obras estruturantes em andamento, como a futura avenida Cristiano Kussmaul; a obra da Rua Nova Ucrânia. Liberamos as obras do último grande bairro sem asfalto, que é o Jardim Santiago. Agora vamos fazer os trechos pequenos que restaram. Outra obra importante é a da Avenida Pinho Araucária e da Koey Tatessuji, que vão se tornar uma nova opção de acesso à cidade. Vale ressaltar que Apucarana teve uma forte atuação política na duplicação do Contorno Sul. Temos em tramitação junto ao Governo do Estado a duplicação da BR-376, do viaduto do Contorno Sul até o Estádio Olímpio Barreto. Acabamos de liberar a ordem de serviço para o início da construção do Espaço das Feiras. São grandes obras acontecendo, propiciando desenvolvimento econômico e social.

TN – Avaliando indicadores de desenvolvimento de Apucarana, o Conselho Federal de Administração outorgou ao sr. o prêmio de melhor gestor público do Paraná, entre os municípios com até 200 mil habitantes. Como o sr. recebeu essa honraria?JUNIOR DA FEMAC – Ter a nossa gestão reconhecida pelo Conselho Federal de Administração como a melhor do seu Estado e a sétima melhor do País é algo que nos deixa orgulhosos. O nosso gerenciamento, a qualidade, os resultados, planejamento, transparência nas licitações e austeridade serem avaliadas positivamente pelo CFA é muito significativo. Esse prêmio é extensivo ao ex-prefeito Beto Preto e toda a nossa equipe administrativa. Saímos do atoleiro das dívidas e vamos acumulando resultados positivos.

Molicenter – Ofertas até 02/02

Farmácia São Lucas

Atom Academia

Oportunidade de Emprego

Molipark – Reservas (43)99657-0277

Inauguração Obras Rua Pavão

Rádio Gospel Hits

Canal André Silva

Jornal Edição de Notícias