Apucarana Cambira

Horto municipal de Apucarana é referência na produção de mudas de café

Compartilhe no WhatsApp

Cadastrado no Registro Nacional de Sementes e Mudas (Renasem), o Horto Municipal é referência na produção de mudas de café. Localizado no Jardim Eldorado, onde cerca de 400 mil novas mudas estão sendo preparadas, o espaço foi visitado nesta quarta-feira (11/01) pelo prefeito de Cambira, Emerson Toledo e equipe.

A comitiva foi recepcionada pelo prefeito Junior da Femac, que estava acompanhado do vice, Paulo Vital, do secretário municipal de Agricultura, Gerson Canuto, e pelo técnico agrícola, Luiz de Faveri. “A história de Apucarana está ligada à cultura do café que, devido a eventos climáticos como a geada, teve uma drástica diminuição da área cultivada. O Município vem promovendo o resgate da cafeicultura e uma das principais ações é a distribuição de mudas a preço subsidiado”, pontua Junior da Femac.

Junior da Femac salientou à comitiva que, com a distribuição de mudas certificadas, a Prefeitura de Apucarana está apostando na retomada da cultura e na qualidade do café produzido no Município. “Isso está contribuindo no aumento da produtividade e da rentabilidade nas pequenas propriedades, além da permanente melhoria da qualidade do café que é produzido em Apucarana”, reitera Junior da Femac, afirmando ainda que Apucarana é um dos poucos municípios da região em que a cultura continua sendo relevante, representando 5% do Valor Bruto da Produção (VBP).

A exposição técnica do funcionamento do Horto Municipal foi feita pelo técnico agrícola, Luiz de Faveri, que explicou as etapas do processo de produção, abrangendo a compra de sementes selecionadas, germinação, adubação, época ideal para transposição nos tubetes, colocação de sombrites e aclimatação das mudas antes da entrega aos produtores.

Já o secretário de Agricultura, Gerson Canuto, abordou as vantagens para os produtores. “Além de uma muda selecionada, da variedade IPR 100 que se adaptou bem à nossa região, tem também a questão do subsídio. Cobramos pela muda apenas um quatro do valor praticado no mercado”, sublinha Canuto, acrescentando as mudas são repassadas a um custo de R$ 250 o milheiro, enquanto no mercado esse custo gira em torno de R$ 1 mil.

O prefeito de Cambira – que esteve acompanhado durante a visita pelo secretário de Agricultura, Norberto Pena dos Santos, e pelo diretor de meio ambiente, Édipo Soares – lembra que Cambira detém o título de “capital estadual do café gourmet”. “A nossa região sempre foi muito rica no cultivo do café. A nossa intenção é criar um Viveiro Municipal, com a produção de mudas subsidiadas para incentivar os pequenos agricultores, nos moldes do que é feito em Apucarana”, afirma Toledo.

O prefeito de Cambira avalia que os preços da saca de café voltaram a ser atrativos no mercado  e, a partir do título de capital do café gourmet, a intenção é incentivar a produção de cafés especiais. “A nossa intenção é aumentar o número de cafeicultores no município, dando suporte aos que já estão na atividade, e continuar apostando na qualidade”, reitera Toledo, observando que produtores de Apucarana e Cambira frequentemente aparecem bem colocados no Concurso Café Qualidade Paraná, promovido pelo Governo do Estado.

Prefeitura de Apucarana

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Convite a Venda – Clique

Cuidar da Saúde

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

Vaga de Emprego

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: