Arapongas

HONPAR traz novidades para o tratamento da obesidade

Compartilhe no WhatsApp

Procedimento para implantação de balão gástrico agora é feito na unidade 1 do hospital

A obesidade é um dos principais desafios da saúde mundial e o problema vem crescendo cada vez mais, estudos revelam que até o ano de 2035, mais de 40% da população brasileira estará com sobrepeso, a porta de entrada para obesidade. Para auxiliar a população a enfrentar o problema e voltar a ter uma vida saudável, o Hospital Norte Paranaense – HONPAR, passa a oferecer novos tratamentos para o tratamento da obesidade. Um desses procedimentos é a implantação do balão intragástrico, que auxilia na saciedade do paciente e auxilia no controle e perda de peso.

O médico cirurgião bariátrico Felipe Rotoli, que realiza os procedimentos no HONPAR, explica que a implantação do balão é indicado para pacientes com IMC superior a 27 e que não querem ou que apresentam contra-indicações para o tratamento cirúrgico.

“O balão intragástrico é indicado para o tratamento de sobrepeso e obesidade, para aqueles pacientes que não aceitam ou não suportam outras formas de tratamento clínico e também para o paciente superobeso que precisa emagrecer antes de passar pela cirurgia bariátrica”, explica.

Rotoli destaca que o procedimento é realizado por endoscopia, sem necessidade de internação e sob sedação, em ambiente hospitalar.
“É um procedimento extremamente seguro e o maior benefício do balão gástrico é o fato de ser um procedimento não cirúrgico. Isso diminui significativamente os riscos inerentes de uma cirurgia e os ganhos são sentidos pelo paciente”, comenta.

De acordo com o cirurgião, os resultados variam de acordo com cada paciente, mas em média, a perda de peso é de 20% em até 12 meses. Rotoli alerta que a mudança de hábito é fundamental para reduzir as chances de recuperação do peso após a retirada do balão.

“O paciente precisa entender que o balão é um aliado para o emagrecimento, mas é necessário mudança de hábitos. Para isso, todos os pacientes que utilizam esse método para emagrecimento são acompanhados por uma equipe multidisciplinar composta de psicólogos, nutricionistas, além do médico. É possível ter redução de 20% do peso em 12 meses”, alerta.

Caso a caso
Segundo Felipe Rotoli, o paciente antes de qualquer coisa precisa passar por uma consulta médica para avaliar o melhor balão para o tratamento da obesidade.

“É fundamental destacar que antes de qualquer coisa é necessário a avaliação médica. Cada paciente tem um quadro e um objetivo e isso é traçado com o médico para alcançar de uma maneira positiva o resultado”, conclui.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Dia do Trabalhador

Clique para ampliar

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

André Quiroga

Festa do Milho

Pedal de São Benedito

Jornal Edição de Notícias

Resumo de Notícias Mensal

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: