Ocorrência Policial

Homem que violentou mulheres durante roubo em Arapongas é preso

Compartilhe no WhatsApp

O autor, de 37 anos, agiu da mesma forma e usou roupas iguais durante os dois crimes registrados no Conjunto San Rafael.

Um homem, de 37 anos, autor de dois assaltos seguidos de estupros registrados no Conjunto San Rafael, em Arapongas, foi identificado e preso pela Polícia Civil do Paraná, nesta terça-feira (7). Um dos crimes ocorreu no domingo, dia 5 de março, e o outro, no dia 22 de janeiro de 2023, nos mesmos locais.

Nesta sexta-feira (10), a delegada da Mulher de Arapongas, Camilla Costa, passou detalhes de como os crimes ocorreram. De acordo com a delegada, o autor agiu da mesma forma durante os dois crimes. “Nesta região tem um laguinho que os jovens costumam frequentar nos finais de semana. Ele ficava observando o momento em que os casais passavam sozinhos pela rua. Ele abordou os casais, deu voz de assalto armado com uma pistola cromada e sob ameaças, levou as vítimas para dentro da mata”, explica.

Dentro da mata, conforme a delegada, o autor amarrava o namorado e estuprava a vítima do sexo feminino. “Após o estupro, ele liberou as mulheres para que fosse desamarrar o companheiro, e fugia do local com os celulares das vítimas. Ele agiu da mesma forma e com as mesmas roupas nas duas ocorrências”, esclarece. 

Um retrato falado do autor, segundo Camila, chegou a ser divulgado após o primeiro estupro e assalto. Porém, foi através da apreensão do celular de uma das vítimas, que a polícia conseguiu prender e identificar o homem. “Neste último crime, o homem levou o celular da vítima e através de diligência e rastreamento, conseguimos recuperar o telefone, onde localizamos um vídeo íntimo da vítima. Foi desta forma que chegamos até o criminoso”, acrescenta. 

Prisão 
Na casa do autor, conforme a delegada, foram encontrados objetos semelhantes aos citados pelas vítimas. “A gente encontrou na casa do autor, dentro de uma sacola, as roupas citadas pelas vítimas: uma calça, uma blusa azul de manga comprida e a corda que ele teria utilizado para amarrar a vítima no último domingo. Ele agiu da mesma forma durante os dois crimes”, revela a delegada. 

A Polícia Civil do Paraná, conforme a delegada, contou com o apoio também da Delegacia da Mulher e da Guarda Municipal, de Arapongas, para chegar até o criminoso. 

Veja a entrevista da delegada:

Informações: TNOnline
Foto por Polícia Civil

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Clique para ampliar

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

André Quiroga

Clique para ouvir

Noite de Queijos e Vinhos

Jornal Edição de Notícias

Resumo de Notícias Mensal

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: