Paraná em Notícias

Governo do Estado amplia programa Luz Fraterna para ajudar mais paranaenses de baixa renda

Programa Luz Fraterna, em Pudentópolis. Na foto, Marli Aparecida de Souza - Foto: José Fernando Ogura/AEN
Compartilhe no WhatsApp

O Governo do Estado ampliou em 35% o valor destinado para o programa Luz Fraterna em 2021. Com isso, o orçamento do benefício que garante subsídio na tarifa de energia elétrica para pessoas de baixa renda passa de 34 milhões e 500 mil para 46 milhões e 500 mil reais. Este é o maior investimento da história no projeto social, gerido pela Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho em parceria com cinco companhias elétricas. A estimativa é que possa atender 170 mil famílias mensalmente, um acréscimo de 7,6% em relação ao ano passado, quando 158 mil famílias foram beneficiadas. O governador Carlos Massa Ratinho Junior afirmou que essa medida reforça o olhar social do Estado, e a preocupação com as pessoas que mais necessitam de apoio. Este suporte faz toda a diferença na vida da dona de casa Leidi Bagio, de 38 anos, moradora de Prudentópolis, no Centro-Sul do Paraná. Recém-divorciada, ela conta que alugou uma casa na periferia da cidade há três meses. Mãe de um menino de cinco anos, ela vive das economias passadas enquanto não encontra nova ocupação com carteira assinada. Ela conta que não ter de pagar a tarifa de energia elétrica faz toda a diferença.// SONORA LEIDI BAGIO.// LEIDI 01 Em União da Vitória, no Sul do Estado, o Luz Fraterna é o apoio da diarista Floraci Aparecida Bueno de Oliveira, que muitas vezes conta apenas com a aposentadoria da mãe para cuidar da casa e dos dois filhos. Segundo ela, a não cobrança da fatura é sempre um alívio.// SONORA FLORACI APARECIDA.// FLORACI 01 Mariangela Sabrina dos Santos Alves, 30 anos, mora com o marido e duas crianças, e gastava em média 100 reais de luz antes de aderir ao programa, há uns cinco anos. Ela disse que o programa garante um dinheiro a mais para as coisas de casa.// SONORA MARIANGELA SABRINA.// MARIANGELA 01 O Luz Fraterna isenta do pagamento da fatura de energia elétrica as famílias beneficiadas pela Tarifa Social e que tem consumo de energia mensal igual ou inferior a 120 quilowatts-hora. Este limite de consumo mensal se eleva para 400 quilowatts-hora para as famílias que possuem, dentre seus moradores, pessoas que utilizam equipamentos elétricos de sobrevida. O programa está presente nos 399 municípios, sendo que as cinco companhias de energia, Copel, Cocel, Forcel, Energisa e Santa Cruz, fazem a concessão automática às famílias cadastradas na Tarifa Social e que atendem ao critério de consumo. As companhias repassam mensalmente ao Estado a lista de famílias beneficiadas, assim como os valores a serem ressarcidos. Podem participar do programa famílias paranaenses com renda per capita de até meio salário mínimo, que estão no Cadastro Único e inscritas na Tarifa Social Baixa Renda, do governo federal. Também são aceitas no Luz Fraterna famílias com portadores de doenças que utilizem equipamentos elétricos de sobrevida, desde que a renda total da família seja de até três salários mínimos. Famílias indígenas e quilombolas inscritas no Cadastro Único e que atendam aos requisitos também têm desconto de 100% até o limite de consumo de 50 quilowatts/hora por mês. (Repórter: Rudi Bagatini).

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Dia Internacional das Mulheres

Aravel – Clique para Ampliar

Contato – (43)99916-6212 – Simone

Depilação a Laser Crystal 3D

Atom Academia

Rádio Gospel Hits

Jornal Edição de Notícias

× Fale Conosco - Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: