Paraná em Notícias

Governador anuncia recondução dos diretores da Ferroeste, Invest, Fomento e BRDE

Compartilhe no WhatsApp

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou nesta quinta-feira (05) mais quatro nomes que vão ocupar o primeiro escalão do Governo do Paraná nos próximos anos. Os diretores-presidentes da Ferroeste, Invest Paraná, Fomento Paraná e da agência paranaense do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) vão continuar nos cargos que ocupam desde o primeiro mandato de Ratinho Junior. 

André Gonçalves permanecerá diretor-presidente da Ferroeste e Eduardo Bekin ficará à frente da Invest Paraná. Heraldo Neves continuará no comando da Fomento Paraná e Wilson Bley Lipski, que é atualmente presidente do BRDE, também permanecerá no cargo. 

Com isso, já foram anunciados os ocupantes de 34 secretarias, empresas públicas e órgãos da administração pública estadual que participarão da gestão pelos próximos quatro anos. 

FERROESTE – A Ferroeste teve um salto de gestão no primeiro governo de Ratinho Junior, passando de uma empresa deficitária a recordes de movimentação e faturamento. Criada em 1996, a primeira vez que a estatal fechou o ano no azul foi em 2019, tendo lucro operacional em todos anos desde então. 

A ferrovia que liga Cascavel a Guarapuava, onde se conecta à malha da Rumo para escoar a produção até o Porto de Paranaguá, é um importante modal para o agronegócio paranaense. A previsão é que se torne ainda mais competitiva com a construção da Nova Ferroeste, projeto logístico que prevê a ligação desde Maracaju, no Mato Grosso do Sul, até o porto, contando ainda com outros ramais ferroviários.

André Gonçalves está à frente da empresa desde 2019, ajudando a consolidar os bons resultados obtidos nos últimos anos. Graduado em Engenharia Civil pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), com pós-graduação em Gestão Ambiental pela mesma instituição, Gonçalves atua na área desde 1996. Foi presidente da Associação dos Engenheiros de Cascavel e passou pela diretoria de outras entidades de classe, como Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea/PR) e Sindicato das Indústrias da Construção Civil no Paraná (Sinduscon/PR).

INVEST PARANÁ – Responsável pela interlocução do Governo do Estado com a iniciativa privada e pela atração de investimentos, a Invest Paraná deixará a estrutura da antiga Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo e passará para a recém criada Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços. A atuação da agência foi fundamental para que o Estado chegasse a mais de R$ 185 bilhões de investimentos privados desde 2019, além de contribuir com a atração de investimentos dos municípios paranaenses. 

Outra atuação da entidade na última gestão foi na área de sustentabilidade, com a criação do Programa de Apoio às Vocações Regionais Sustentáveis, voltada à promoção de cadeias produtivas e produtos tradicionais de diferentes regiões do Estado. A agência ainda ajudou na promoção do Estado com as rodadas Paraná Day, com investidores de Espanha, México e Estados Unidos, e na Expo Dubai. 

À frente da Invest desde 2019, Eduardo Bekin é formado em Administração, com Habilitação em Comércio Exterior, tem especialização em Marketing Político e MBA em Empreendedorismo.

BRDE – O advogado paranaense Wilson Bley Lipski reassume a presidência da Agência Paranaense do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) em um momento importante da gestão, que nos últimos anos foi marcada pela aproximação do banco com a sociedade, graças a políticas públicas voltadas às demandas de empreendedores do campo e dos municípios.

Em 2022, o BRDE bateu seu recorde histórico em movimentação de negócios na Região Sul, com um total de R$ 4,4 bilhões injetados na economia. Com R$ 1,7 bilhão contratados, o Paraná se tornou líder entre os estados do Sul e também superou sua marca histórica, uma vez que em 2021 atingiu R$ 1,4 bilhão.

Para a próxima gestão, seu objetivo será impulsionar ainda mais o desenvolvimento socioeconômico da região Sul com foco na sustentabilidade. A meta é transformar o BRDE no primeiro banco verde do Brasil. Até novembro de 2022, foram disponibilizados R$ 850,3 milhões em crédito para projetos sustentáveis, com 74,4% da carteira sendo para contratos com pelo menos um alinhamento ODS.

Lipksi é formado em Direito pela Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) e pós-graduado pelo Instituto Brasileiro de Estudos Jurídicos (IBEJ) em Direito Contemporâneo. Tem uma vasta experiência em gestão pública: foi superintendente do Paranacidade, secretário estadual do Desenvolvimento Urbano do Paraná (Sedu) e conselheiro da Agência de Fomento do Estado do Paraná.

FOMENTO – Heraldo Neves continuará à frente da Fomento Paraná nos próximos anos, dando sequência ao bom desempenho da instituição, que durante a gestão anterior foi marcada por programas como o Banco da Mulher Paranaense e Banco do Empreendedor. 

Foram liberados mais de R$ 150 milhões em operações de crédito para empreendimentos privados apenas em 2022. Em quatro anos, a soma supera R$ 750 milhões no Setor Privado e em torno de R$ 1,4 bilhão contratados em Operações do Setor Público, por meio do Sistema de Financiamento aos Municípios, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento urbano e Obras Públicas e o Paranacidade.

Os números foram alcançados com ações como automação da análise financeira, capacitação da rede de agentes e ampliação da capilaridade para atender melhor o Estado, o que contribuiu para um aumento da eficiência e do volume de crédito liberado. Hoje a instituição mantém quase 540 pontos de atendimento em mais de 330 municípios.

Também passou a disponibilizar microcrédito nas Agências do Trabalhador, além de subsidiar os juros dos financiamentos do Banco do Agricultor Paranaense. A instituição também fez a primeira captação internacional de recursos para apoiar pequenos negócios no estado.

Economista com pós-graduação em finanças, Heraldo Neves tem experiência com gestão pública nas esferas municipais e estaduais. Na Prefeitura Municipal de Curitiba, foi Secretário de Planejamento e Administração e de Recursos Humanos. Antes de assumir a gestão da Fomento, também foi diretor administrativo e financeiro.

Confira os nomes já confirmados do primeiro escalão do Paraná:

Casa Civil: João Carlos Ortega

Subchefe da Casa Civil: Lúcio Mauro Tasso

Administração e Previdência: Elisandro Pires Frigo

Agricultura e Abastecimento: Norberto Ortigara

Casa Militar: Sérgio Vieira Benício

Chefia de Gabinete: Darlan Scalco

Cidades: Eduardo Pimentel

Ciência, Tecnologia e Ensino Superior: Aldo Bona

Cultura: Luciana Casagrande Pereira

Desenvolvimento Social e Família: Rogério Carboni

Desenvolvimento Sustentável: Valdemar Bernardo Jorge

Educação: Roni Miranda

Esporte: Helio Wirbiski

Fazenda: Renê Garcia 

Indústria, Comércio e Serviços: Ricardo Barros

Inovação, Modernização e Transformação Digital: Marcelo Rangel

Planejamento: Guto Silva

Saúde: Beto Preto

Segurança Pública: Hudson Leôncio Teixeira

Trabalho, Qualificação e Renda: Mauro Moraes

Controladoria-Geral do Estado: Raul Siqueira

Procuradoria-Geral do Estado: Leticia Ferreira da Silva

Agência de Assuntos Metropolitanos: Gilson Santos

BRDE: Wilson Bley Lipski

Celepar: Andre Gustavo Garbosa

Cohapar: Jorge Lange

Compagas: Rafael Lamastra

Copel: Daniel Pimentel Slaviero

Detran: Adriano Furtado

Ferroeste: André Gonçalves

Fomento Paraná: Heraldo Neves

Invest Paraná: Eduardo Bekin

Portos do Paraná: Luiz Fernando Garcia

Sanepar: Claudio Stabile

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Convite a Venda – Clique

Cuidar da Saúde

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

Vaga de Emprego

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: