Faxinal

Faxinal implanta barreiras na entrada da cidade

Compartilhe no WhatsApp

A Prefeitura de Faxinal informou que estará com barreiras na entrada do município neste final de semana. O prefeito Ylson Alvaro Cantagallo, o Gallo, a Polícia Militar (PM) e Polícia Civil realizaram uma reunião na manhã dessa sexta-feira (28) para definir as novas medidas para conter a propagação da Covid-19 no município, que atingiu índices alarmantes nas taxas de positividade e transmissibilidade de coronavírus nas últimas semanas.

Um Lockdown foi determinado no município, em três finais de semana, nos sábados e domingos: 29 e 30, 5 e 6 de junho e 12 e 13 de junho.

O Prefeito Gallo, disse que as medidas são duras, mas são necessárias no momento crítico que o município está passando. Segundo o gestor – é melhor ser crucificado pelo ato do cuidado do que ser pela falta.

“Os hospitais que atende nosso município, não tem UTI, nem enfermaria para atender nossa população, está faltando oxigênio, remédio está em falta, não tem para comprar, os profissionais estão dormindo no corredor dos hospitais, é o caos”, disse o prefeito.CONTINUA APÓS PUBLICIDADEO delegado Ricardo Augusto de Oliveira Mendes, que responde pela 53ª Delegacia Regional de Faxinal, disse que vai cumprir o decreto na íntegra e pede a colaboração da população para o toque de recolher durante a semana, das 20h até as 5h da manhã e nos finais de semana respeitar o lockdown, ou seja, não sair de casa.

“Vamos estar cumprindo a lei, é uma questão de saúde pública e leis são para cumprir e respeitar”, disse o delegado.

Descumprimento do Lockdown
O infrator que estiver descumprindo as medidas, será levado para a delegacia e assinará um termo circunstanciado e responderá judicialmente pela infração. O descumprimento também é passível de multa.

O trabalho de fiscalização será feito em conjunto entre, Fiscalização do Município, Vigilância Sanitária, Defesa Civil, Policia Civil e Policia Militar.

Barreiras

A Prefeitura informa que estará com barreiras na entrada da cidade. Não será permito a circulação nos dias lockdown, exceto os que estiverem em comprovado exercício de atividades essenciais como segurança pública, saúde e assistência social; veículos cujos ocupantes comprovem domicílio no Município, não apenas ocupação eventual.

Caso o condutor se recuse a retornar ao seu local de origem o veículo será retido e/ou removido e o motorista poderá ser conduzido ao Distrito Policial para lavratura de boletim de ocorrência.

Circulação permitida:

– Serviços de urgências e emergências, serviços funerários, coleta de lixo e farmácia de plantão na modalidade delivery.

– Fica obrigatório o uso de máscaras em todo território do município, sendo que aquele que for abordado sem a mesma ou utilizando-a de modo incorreto estará sujeito a multa.

– Fica proibida a realização de quaisquer eventos, inclusive os que já foram autorizados pelo Comitê de Gerenciamento de Crise.

– Fica suspenso a realização de cultos, missas e reuniões religiosas devendo as mesmas ocorrer no sistema ‘online’.

– Aulas na Rede Particular, Municipal e Estadual serão regulamentadas em instrumento apartado.

– As repartições públicas municipais suspenderão atendimento ao público, atuando somente com serviços internos e nos casos que se aplicar no teletrabalho, sem prejuízos aos usuários e aos prazos administrativos em curso.

– A fiscalização ficará a critério dos órgãos definidos pelo município os quais acionarão a Polícia Militar quando necessário para cumprimento deste.

– Em caso de descumprimento de qualquer das disposições deste Decreto, ficará o cidadão ou o responsável pelo estabelecimento sujeito a sanções de multa no valor de R$ 1.000,00 (hum mil reais), sem prejuízo da interdição do estabelecimento, cassação do alvará de funcionamento do local e representação criminal através de Termo Circunstanciado, com as sanções cabíveis pelo crime de desobediência e de atentado contra a saúde pública (Artigos 267, 268 e seguintes do Código Penal pena de prisão de um mês a um ano).

– Quanto aos estabelecimentos comerciais, em geral, essenciais ou não, estão autorizados a funcionar de segunda a sexta-feira de acordo com seus alvarás sendo limitado o horário entre as 05:00 horas de segunda-feira até às 20:00 horas de sexta-feira.

– Os estabelecimentos comerciais, em geral, industriais, prestadores de serviços, e outros deverão seguir estritamente os Planos de Contingências que estabelecem as regras de distanciamento, uso do álcool em gel a 70%, uso de máscaras e demais medidas.

– As demais questões não elencadas nesse instrumento seguirão o Decreto Estadual 7716/2021

O que é Lockdown?

Em português equivale a bloqueio total ou confinamento – é uma forma rígida de segurança adotada pelo poder público em circunstâncias excepcionais como, por exemplo, para conter à propagação da pandemia do Coronavírus.

Prefeito de Faxinal reúne empresários para discutir impacto de medidas contra a pandemia da covid-19 no município

A Prefeitura de Faxinal reuniu na manhã de quinta-feira (27), representantes do comércio local e da Associação Comercial e Empresarial de Faxinal (ACEF), além da Secretaria Municipal de Saúde, para discutir os impactos das ações do novo decreto de enfrentamento à pandemia de Covid-19 na cidade. A reunião aconteceu na quadra do Centro de Convivência Municipal (CECOM), seguindo todos os protocolos de segurança.

Com objetivo de manter atividades fechadas pelo combate à pandemia da Covid-19 e cumprir às determinações expostas pelo decreto do Governo do Estado e do novo decreto municipal nº 10.438/2021, que aplica lei seca no município e Lockdown em três finais de semana, o gestor explicou que o município chegou em seu limite de casos positivos de covid-19 e a região não dispõe de leitos de UTI e os hospitais não conseguem atender demanda. Gallo também enfatizou que a decisão foi tomada em conjunto com os prefeitos que integram a Associação dos Municípios do Vale do Ivaí (AMUVI), onde tem municípios que passam pela mesma situação da cidade de Faxinal. “São medidas duras, mas necessárias para aliviar os hospitais que atendem nossa cidade. Não há mais leito de UTI e enfermarias para qualquer pessoa que precisar. Se hoje um filho, irmão, pai, mãe, precisar de atendimento de urgência, vai encontrar dificuldade para uma internação”, disse o prefeito.

A reunião foi pacífica e conseguiu atingir a meta de ouvir ambos os lados – Prefeitura e Comércio.

Alguns comerciantes apresentaram alternativas e pediram apoio da administração para superar a crise financeira. O prefeito ressaltou que a administração vai buscar alternativas para os comerciantes e deixou seu gabinete à disposição de todos os empresários e comerciantes para debater o assunto.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Aravel

JR Martelinho de Ouro

Atom Academia

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: