Apucarana Arapongas Notícias Geral

Em cinco anos, frota de veículos cresce 17,4% na região

Compartilhe no WhatsApp

Em cinco anos, a frota de veículos cresceu 17,4% na região, ultrapassando a marca de 300 mil em circulação. Em julho de 2017, as 26 cidades do Vale do Ivaí mais Arapongas somavam 277.100 unidades. O número saltou para 325.391 no mesmo mês deste ano. São 48 mil veículos a mais, ampliando os desafios de mobilidade urbana.

Arapongas é a cidade com mais veículos cadastrados. São 92.214, segundo a base de dados do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR). Desse total, são 48.021 automóveis e 25.036 motocicletas e motonetas. O restante da frota é formado por caminhões, caminhonetes, ônibus, entre outros. O aumento foi de 16,8% em comparação com julho de 2017, quando a cidade somava 78.908 unidades em circulação. 

Já Apucarana conta atualmente com 89.807 veículos no total. São 51.533 automóveis e 19.124 motocicletas e motonetas. Os demais estão distribuídos entre outros tipos. O aumento percentual registrado é igual ao de Arapongas nos últimos cinco anos, chegando a 16,8%. Em 2017, eram 76.889 veículos na cidade. 

O levantamento, no entanto, mostra um crescimento da frota acima da média regional em várias cidades. Em Mauá da Serra, o aumento foi na ordem de 27,2%. Em julho de 2017, a cidade somava 4.847 veículos e atualmente tem 6.168. Outros crescimentos acima da média foram registrados em Rio Branco do Ivaí (25,6%), Borrazópolis (24,2%), Rosário do Ivaí (23,4%) e Jardim Alegre (22,4%). Veja o gráfico nesta página. 

O aumento da frota traz desafios para o poder público, com gargalos no trânsito e também aumento de acidentes. O secretário de Segurança e Trânsito de Arapongas, Paulo Sérgio Argati, afirma que o município está investindo em educação no trânsito, fiscalização e sinalização para reduzir o número de acidentes, além de garantir maior fluidez no tráfego. 

“A Prefeitura licitou, por exemplo, R$ 200 mil em sinalização horizontal. Serão atendidas 14 ruas”. Ele cita também a retomada da Escolinha de Trânsito, que busca conscientizar os futuros motoristas, em um trabalho de longo prazo.

Com o aumento da frota, alguns “gargalos” no trânsito surgem ou são ampliados. É o caso da Avenida Maracanã, que é um dos trechos mais problemáticos do trânsito da cidade. Arapongas aguarda há anos pela construção do contorno, que desviaria o trânsito dessa via. A obra, que chegou a ser iniciada, está paralisada. De janeiro a agosto, a cidade registrou 601 acidentes e 12 mortes no trânsito. 

Intervenções para melhorar trafegabilidade

Diretor-presidente do Instituto de Desenvolvimento, Pesquisa e Planejamento de Apucarana (Idepplan), Carlos Mendes afirma que a Prefeitura vem investindo em intervenções no trânsito nos últimos anos. Ele cita como principal ação para melhorar o tráfego e evitar acidentes a construção de rotatórias. Foram pelo menos oito de grande porte na gestão do prefeito Junior da Femac (PSD). 

“As rotatórias estavam previstas no Plano de Mobilidade Urbana de 2015, assim como o projeto Interbairros. Isso mostra que as ações no trânsito em Apucarana são fruto de planejamento”, assinala Mendes. Ele anuncia novos projetos nesse sentido, com destaque para uma grande rotatória no acesso ao Núcleo João Paulo, historicamente um “gargalo” no trânsito de Apucarana. Foram 480 acidentes e pelo menos cinco óbitos na área urbana de Apucarana desde o começo do ano, segundo levantamento da Tribuna.

Por, Fernando Klein / fonte: TNOnline

 

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Vendo ou Troco Apartamento

Kombucha da Si – Clique Vídeo

Fala Aí – 87,9 FM

JR Martelinho de Ouro

Sexta Comédia com Tadeu

Cursos Gratuitos

Clique na Imagem p/Ampliar

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: