Apucarana Eleições 2022 Notícias Geral Paraná

“Eleitor pode votar com tranquilidade”, afirma juiz eleitoral

Compartilhe no WhatsApp

uiz da 28ª Zona Eleitoral de Apucarana, Rogério Tragibo de Campos afirma que a Justiça Eleitoral está preparada para as eleições deste domingo (2). Segundo ele, o clima de polarização política do País não vai interferir no trabalho e o eleitor pode “votar com tranquilidade” que terá respeitado o seu direito democrático de escolher o candidato de sua preferência sem nenhum tipo de interferência ou qualquer hostilidade. Veja o vídeo abaixo. Informações e Vídeo via TNOnline

Apesar dos episódios de violência que vêm se espalhando pelo País nas últimas semanas, Tragibo afirma que a Justiça Eleitoral não está temerosa em Apucarana, mas admite que houve um maior planejamento. “Não diria que está preocupada, mas preparada para quem se caso necessite de alguma intervenção, seja prontamente efetuada. Nós acreditamos que o povo do Paraná e também de Apucarana é pacífico. Dessa forma, vai conseguir votar com tranquilidade, sem nenhuma violência ou qualquer coisa do gênero”, diz.

Ele revela que a segurança dos locais de votação e da cidade, de modo geral, foi discutida com os órgãos públicos da área. “Não diria que houve um reforço (na segurança para a eleição), mas um preparo melhor diante das situações recentes motivadas pela polarização”, afirma, fazendo referência aos atos de violência envolvendo militantes pelo país.

Tragibo rechaça com veemência qualquer dúvida colocada em relação às urnas eletrônicas. As suspeitas votaram com força nesse pleito, mesmo sem apresentação nenhuma prova.

“O eleitor pode votar com tranquilidade, ciente de que o seu voto naquele candidato que sua escolha vai ser o voto computado no final do dia”, afirma, acrescentando: “a urna eletrônica é totalmente segura, não tem possiblidade de invasão, pois não tem ligação nenhuma com a internet e ninguém pode colocar um teclado na urna para fazer alguma coisa, porque não tem ligação nenhuma com o mundo externo”- Rogério Tragibo de Campos, Juiz eleitoral

O juiz compara a urna eletrônica com uma máquina de calcular “que, simplesmente, vai pegar o voto do eleitor e embaralhar para que não haja quebra do sigilo e no final do dia vai computar todos os votos”, diz o magistrado.

O magistrado lembra que, nesta votação, uma atualização foi incluída para que o eleitor se sinta mais seguro com que o seu voto foi computado. Ele terá um segundo para conferir na tela a escolha feita antes de apertar o “Confirma”. “O eleitor terá segurança de que voto não está sendo mudado, que aquilo que digitou é realmente o que queria”, assinala.

Tragibo lembra que, no domingo, qualquer tipo de propaganda eleitoral é proibido, desde entregas de santinhos até boca de urna nas filas de votação. “É, inclusive, crime eleitoral e pode até dar prisão para os candidatos ou cabos eleitorais”. Em relação ao eleitor, o juiz reforça a importância da pessoa se atentar ao local de votação. “Se tiver dúvida, é possível consultar no site do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), no aplicativo e-Título ou até mesmo verificar por telefone junto ao cartório eleitoral”. Outro ponto importante é a necessidade de levar documento de identidade com foto ou e-Título, caso tenha feito a coleta da biometria. É proibido levar o celular até a cabine de votação, mas o eleitor pode apresentar o aparelho ao mesário e depois deixá-lo em um espaço reservado ao lado da cabine de votação.

“O celular na cabine não pode ser levado por um motivo simples: é que não pode haver a quebra do sigilo do voto”, lembra.

APURAÇÃO

O juiz afirma que a apuração deve estar concluída por volta das 21 horas, quando os eleitos ou candidatos que irão para o segundo turno já serão conhecidos. “Esta é uma eleição geral, como a gente chama a disputa para presidente da República, governador, senador, deputado federal e deputa estadual. Os votos são computados em Brasília na sede do TSE e o Brasil é grande, com várias particularidades em cada estado. Não trabalhamos nessa eleição com prazo para encerrar, mas nós acreditamos que até por volta das 21 horas já podemos conhecer todos os candidatos eleitos”, completou o magistrado.

A Comarca de Apucarana tem 103.575 eleitores aptos a votar nas eleições deste ano. São 94.621 em Apucarana, 6.156 em Cambira e 2.798 em Novo Itacolomi.

VEJA:

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Clique para ampliar

Dia da Mulher

Clique para ampliar

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

Jornal Edição de Notícias

Resumo de Notícias Mensal

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: