Notícias Geral

Deputados paranaenses preveem que vacina contra Covid-19 estará disponível a partir de janeiro de 2021

Compartilhe no WhatsApp

Coordenador da Frente Parlamentar de Combate ao Coronavírus da Assembleia Legislativa, o deputado estadual e ex-secretário da Saúde, Michele Caputo, prevê que a vacina Coronavac deve estar disponível aos brasileiros a partir de janeiro de 2021. Amanhã e sexta-feira, parlamentares da frente farão visitas ao Instituto Butantan e à direção da Pfizer no Brasil em São Paulo.

O Butantan, pelo governo de São Paulo, e o Sinovac Life Science (laboratório chinês) assinaram o contrato que prevê o fornecimento de 46 milhões de doses da vacina Coronavac. O documento contempla ainda a transferência de tecnologia da vacina, que deverá ser produzida integralmente no próprio Instituto Butantan a partir de 2021.

“O estudo clínico da CoronaVac chegou à fase final, os resultados dos testes clínicos estão previstos para a primeira semana de dezembro e a previsão é a de que, até janeiro de 2021, as doses estejam disponíveis para os brasileiros. A frente vai se reunir com a diretoria do instituto para conhecer mais sobre essa vacina e apresentar mais detalhes aos paranaenses e ao governo do Estado”, afirmou o deputado.

A comitiva da Assembleia também vai conhecer a estrutura da fábrica de vacinas do Butantan, que hoje já é responsável pela produção da vacina contra a gripe utilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O espaço deve também produzir a CoronaVac.

Pfizer e Fiocruz – Caputo adiantou que uma outra reunião está marcada para sexta-feira, em São Paulo. Desta vez o encontro será com membros da diretoria da empresa farmacêutica multinacional Pfizer. A Pfizer e a BioNTech firmaram um acordo para o desenvolvimento e distribuição conjunta de vacina de prevenção às infecções causadas por covid-19, a BNT162.

O deputado propôs uma série de visitas às empresas, institutos e centros de tecnologia que vão produzir as vacinas contra a covid-19. Segundo o deputado as visitas programadas tem o objetivo de avaliar a situação das potenciais vacinas a serem adquiridas pelo Governo do Estado do Paraná. “Queremos a melhor vacina aos paranaenses”, disse.

Na próxima semana também está prevista uma visita à Fiocruz, no Rio de Janeiro, que será responsável pela produção da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford (Reino Unido), em parceria com a Astrazeneca. Na última semana, Caputo também esteve no Tecpar, que tem tratativas para realizar testes e produzir a vacina russa SPUTNIK V.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Comunicado Aravel

Contato – (43)99916-6212 – Simone

Ney Faccio – Musa

Depilação a Laser Crystal 3D

Atom Academia

Rádio Gospel Hits

Jornal Edição de Notícias

× Fale Conosco - Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: