Arapongas

Conferência de Revisão do Plano Diretor é realizada com sucesso

Compartilhe no WhatsApp

Seguindo as medidas sanitárias recomendadas em função da pandemia, foi realizada no último sábado (29), no Ginásio de Esportes, a Conferência Municipal de Revisão do Plano Diretor. Para facilitar a participação popular, o evento ocorreu de maneira híbrida, ou seja, presencial e virtual, com transmissão ao vivo pelo canal da Prefeitura no Youtube (https://www.youtube.com/tvarapongas). “Deste encontro vão sair as diretrizes que formarão a lei municipal que norteará o desenvolvimento do município. Daí a importância da participação popular e dos representantes da sociedade organizada”, afirmou o prefeito Sérgio Onofre na abertura.

O vice-prefeito Jair Milani, que também responde pela Secretaria Municipal de Obras, Transporte e Desenvolvimento Urbano (Seodur), lembrou a mobilização necessária para a realização das audiências públicas que levantaram, previamente, as propostas apresentadas pela população. “Todo o processo foi conduzido de maneira transparente e participativa, a fim de podermos chegar nesta conferência com propostas representativas e que possam traduzir, da melhor maneira possível, os anseios da população em relação ao Plano Diretor”, destacou Milani. O presidente da Câmara, Rubens Franzin Manoel (PP), vereadores, secretários municipais e outras lideranças também prestigiaram o evento.

A Conferência teve a participação dos professores José Luiz Faraco e Nestor Razente e do engenheiro civil José Antônio Bahls, os três pertencentes aos quadros da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Israel Biazon, engenheiro da Seodur, conduziu os trabalhos. “As questões ligadas a zoneamento, uso e ocupação do solo e o Código de Edificação de Obras foram as que mais motivaram debates. As audiências públicas realizadas anteriormente levantaram a avaliação temática, o plano de ação e investimentos e formulação de propostas. A Conferência fechou tudo isso, com a participação popular, conforme a lei federal 10.257/2001”, explica Biazon.

Agora a Seodur vai compilar todos os dados e produzir os cadernos finais e minutas que seguirão para a Câmara Municipal, onde serão analisados e votados pelos vereadores, a fim de se tornarem lei. “A partir daí, todo o crescimento da cidade passa a ser ordenado pelo Plano Diretor e suas lei complementares, incluindo a expansão industrial e comercial e os novos loteamentos”, finaliza Biazon.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Aravel

JR Martelinho de Ouro

Atom Academia

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: