Paraná em Notícias

Comitiva paranaense se reúne com três grandes empresas e embaixador do Brasil na China

Comitiva paranaense liderada pelo vice-governador Darci Piana na China
Compartilhe no WhatsApp

A missão internacional do Paraná na China, liderada pelo vice-governador Darci Piana, se reuniu nesta quarta-feira (13) com representantes de três grandes companhias chinesas e com o embaixador do Brasil ne China, Marcos Galvão. O objetivo é buscar novos investimentos ou cooperações tecnológicas e sustentáveis.

O primeiro encontro foi com executivos do China Railway Group (CREC International), um dos maiores conglomerados corporativos do mundo. Com sede em Pequim, a CREC atua em diversos segmentos comerciais, desde pesquisa e construção de engenharia até investimentos financeiros. Também é uma das principais empreiteiras globais.

A CREC já apareceu em 5º lugar entre as 500 maiores empresas da China. Em dezembro de 2017, a empresa passou por uma transformação, tornando-se uma entidade estatal totalmente financiada e rebatizada como China Railway Engineering Co. Ela tem 300 mil funcionários e planeja expandir sua atuação global até atingir 3 milhões de empregos em todo o mundo. No mercado brasileiro, os executivos planejam investimentos em projetos relacionados ao desenvolvimento de ferrovias, mineração e energias renováveis.

Piana apresentou aos executivos o projeto da Nova Ferroeste, corredor de exportação que vai conectar o Sul ao Centro-Oeste brasileiro. O projeto do Governo do Paraná tem 1,5 mil quilômetros de extensão, aumentando as duas pontas da atual Ferroeste, conectando Cascavel a Chapecó (SC), Foz do Iguaçu e Maracaju (MS), e Guarapuava a Paranaguá. O projeto está na fase de licenciamento ambiental.

Piana também destacou o potencial sustentável do Estado. “O Paraná é o maior produtor de energia limpa do Brasil e nós implementamos uma série de iniciativas para potencializar ainda mais essa área. No campo, criamos o Banco do Agricultor e o Renova Paraná, que estão transformando a realidade, com mais de 20 mil projetos em andamento entre usinas de biogás e instalação de placas solares. O Estado também é berço de Pequenas Centrais Hidrelétricas. Já fomos reconhecidos como exemplo global de sustentabilidade e vamos continuar nesse caminho”, disse.

Outra iniciativa discutida foi o hidrogênio verde. Nesta semana, o Governo e a Federação das Indústrias do Paraná (FIEP) começaram a formatar o projeto da cadeia produtiva desse segmento. Nos próximos meses serão realizados painéis temáticos com especialistas para identificar as barreiras que dificultam a implantação, além das ações para que elas sejam superadas e o setor se desenvolva. Posteriormente, essas ações serão validadas em novo encontro do painel de stakeholders e, finalmente, será elaborado o roadmap para direcionar a estruturação do segmento.

Outra agenda foi com a CITIC Group Corporation, empresa de investimento estatal da China. Nas décadas de 1980 e 1990, a CITIC ajudou a China a atrair investimentos estrangeiros, consolidando a abertura econômica, e estimulou investimentos chineses no Exterior. A empresa é especializada em projetos logísticos, construção de estradas, usinas de energia, além de atuar nos setores de empreendimentos imobiliários e indústria de cimentos. Durante a reunião, foram discutidas oportunidades de investimento e parcerias entre a empresa e o Paraná.

Uma comitiva da empresa já esteve no Paraná anteriormente, em visita à Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços. Também já está programando uma nova recepção, reforçando o compromisso com o fortalecimento das relações comerciais.

“A empresa manifestou um grande interesse em investir em usinas de energia, com foco especial em energias renováveis, e no setor de saneamento. Além disso, tem interesse em conexões estratégicas com outras empresas locais, especialmente aquelas ligadas à indústria de cimento”, disse o secretário de Indústria, Comércio e Serviços, Ricardo Barros.

Outro encontro foi com executivos da China Huadian Corporation (Huadian Group), também em Pequim. Ela é uma das cinco maiores estatais de geração de energia da China. A Huadian Corporation produz cerca de 10% da energia total da China. Com suas ações cotadas em bolsa, a empresa planeja investir em projetos de energias renováveis, incluindo energia fotovoltaica e hidrogênio. Além disso, a Huadian atua na área de transmissão de energia e produz equipamentos de logística portuária, como esteiras.

“A Invest Paraná apresentou um grande cenário do Estado aos chineses, com economia consolidada entre as maiores do País, emprego em alta, cidades muito bem desenvolvidas e segurança jurídica, além dos investimentos em infraestrutura que vão transformar o Estado”, disse o diretor-presidente da agência, Eduardo Bekin. “Agora vamos manter o contato, discutir possibilidades e ver de que maneira podemos compartilhar ações que favoreçam ainda mais essa relação comercial”.

EMBAIXADA – Na embaixada, o vice-governador, o secretário e o diretor-presidente da Invest Paraná se reuniram com o embaixador brasileiro Marcos Galvão para aproximar a relação diplomática. Ele lidera a representação brasileira no país asiático desde agosto de 2022 e reforçou que o interesse do gigante local é manter e expandir o comércio com o Brasil, principalmente com parceiros consolidados, como o Paraná.

A China segue como principal destino das exportações paranaenses, movimentando US$ 4,3 bilhões de janeiro a agosto. O gigante asiático também foi o país em que as exportações paranaenses mais aumentaram: crescimento de 53,8% em comparação aos oito primeiros meses de 2022. Os principais produtos negociados foram soja, carne de frango e celulose.

O encontro acontece logo após a participação do Paraná no 1º Seminário de Cooperação Econômica e Comercial entre as províncias chinesas e os estados brasileiros, em Xiamen. Ele teve como ênfase pautas de sustentabilidade e desenvolvimento sustentável, contribuindo para o fortalecimento das relações entre a China e os estados brasileiros. A Apex Brasil também organiza para este ano o Brazil Investment Forum 2023, que acontecerá nos dias 7 e 8 de novembro, em Brasília, para replicar a ideia em solo nacional, fortalecendo a relação bilateral.OUTRAS EMPRESAS – A comitiva paranaense também se reuniu no começo da semana com representantes da AVIC International Beijing, uma das principais empresas globais de tecnologia aeroespacial e defesa, e da China Railway Construction Corporation Limited (CRCC), conglomerado especializado em infraestrutura. Os encontros estratégicos também ocorreram dentro da missão voltada a explorar oportunidades de cooperação.

Agência Estadual de Notícias

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Dia das Mães

Clique para ampliar

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

André Quiroga

Clique para ouvir

Noite de Queijos e Vinhos

Jornal Edição de Notícias

Resumo de Notícias Mensal

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: