Arapongas

Combate à pedofilia reúne diversos profissionais da Educação em Arapongas

Compartilhe no WhatsApp

O último dia 27, foi marcado por um importante encontro que reuniu grande público, entre eles, profissionais da área da Educação de Arapongas. O tema “Juntos contra Pedofilia” trouxe à tona um importante debate e alerta para a população.

O evento foi ministrado pela sargento PM Tânia Guerreiro, de Curitiba. Ela tem mais de 32 anos na carreira militar no Paraná, sendo que, 30 anos foram dedicados especialmente ao combate à pedofilia. Ela é a única policial militar no Brasil capacitada nesta área, além de ministrar palestras no exterior. Além disso, o evento contou com a parceria da Prefeitura de Arapongas, através de uma iniciativa da vereadora Marilsa Staub e o Conselho Comunitário de Segurança de Arapongas (Conseg). 

A oportunidade contou também com a participação da secretária da Educação, Cristiane Rossetti, secretário de Governo, Rafael Cita, presidente da Câmara, Márcio Nickenig e demais lideranças políticas. “É algo para estarmos atentos e combatendo diariamente. Com ações integradas entre as secretarias municipais, Câmara, escolas, pais e famílias”, falou Rossetti. Cita, também salientou a importância de ações e políticas públicas voltadas para garantir a segurança, proteção e direito das crianças e adolescentes. “Importantes ensinamentos para a prevenção e repressão a este gravíssimo crime. A gestão está comprometida e unida contra a pedofilia”, pontuou.

Neste sentido, a Prefeitura de Arapongas, por meio de ações integradas que envolvem as Secretarias de Segurança Pública e Trânsito, Educação, Cultura, Assistência Social, além da Polícia Civil, Polícia Militar, Poder Judiciário, Ministério Público, Conselho Tutelar, Guarda Municipal e o Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes – CMDCA, lançou no ano passado, o projeto “ Criança Preservada” um amplo trabalho voltado à identificação e prevenção do abuso sexual infantil no município. A ação conjunta “Criança Preservada” une esforços para a preservação da infância, uma vez que prevenir e relatar o abuso são meios necessários para que as crianças e adolescentes tenham conhecimento do que é de fato o abuso, saibam identificar e pedir ajuda. As atividades são desenvolvidas em toda a Rede Municipal de Ensino.

DENÚNCIAS

Em casos de situações de violência contra crianças de adolescentes, denuncie:

190 Polícia Militar | 153 Guarda Municipal (43) 3278-2209 WhatsApp denúncias Delegacia da Mulher/violência sexual infantil (43) 3902 1159 Conselho Tutelar | Plantão: (43) 9 8806 0832 Disk 100 Disk denúncia do Governo Federal.

 

 
 
 
 
 

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Clique para ampliar

Dia da Mulher

Clique para ampliar

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

Jornal Edição de Notícias

Resumo de Notícias Mensal

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: