Arapongas

Beneficiários da Lei Aldir Blanc em Arapongas começam apresentar contrapartidas

Compartilhe no WhatsApp

Uma instituição local de matriz africana, contemplada em um dos Editais de Chamamento Público da Lei Aldir Blanc durante o ano de 2020, apresentou entre os dias 16 e 19 a sua contrapartida prevista em Edital, através da realização da Semana Cultural da Consciência Negra, para a comunidade estudantil da Escola Estadual Regina Célia.

Durante este período estudantes e funcionários da Escola participaram de palestra com o tema “Racismo e Intolerância Religiosa com Ênfase nas Religiões  Africanas e Afro-Brasileiras” e oficinas de turbantes e culinária africana e afro-brasileira.

Conforme a direção da Escola, a atividade cumpriu plenamente as regulamentações propostas no Edital 001/2020 – Trajetória e Ninhos Culturais de Arapongas e a Lei Federal 14.017(Lei Aldir Blanc), atendendo centenas de alunos com riquíssimo conteúdo cultural, além de estar completamente inserida nas atuais normativas de inclusão da história da cultura afro-brasileira, no currículo escolar.

A Secretaria de Cultura parabeniza as instituições envolvidas, explicando que a contrapartida foi um quesito obrigatório para participação da Lei Aldir Blanc, onde os beneficiários que receberam o auxílio emergencial se comprometeram a realizar de forma gratuíta uma atividade correlata à sua área de atuação para alunos da Rede de Ensino, após a volta das aulas presenciais.

Nas próximas semanas novas contrapartidas deverão estar sendo apresentadas.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Feliz Natal e Próspero Ano Novo

André Mendonça – Novo Ministro STF

Fala Aí – 87,9 FM

Fim dos Pedágios Pr

JR Martelinho de Ouro

Atom Academia

Clique na Imagem p/Ampliar

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: