Arapongas

Arapongas registra 12 casos confirmados de dengue

Compartilhe no WhatsApp

O Controle de Endemias publicou nesta quarta-feira, 25, o novo Informe Epidemiológico da dengue – de 15 a 21 de janeiro. Os dados apresentam que, Arapongas registra 782 notificações; 12 casos confirmados de dengue (sendo seis importados e seis autóctones); sete em investigação; 763 negativos e nenhum óbito.  

Primeiro LIRAa 2023

Nesta semana, o setor apresentou o primeiro Levantamento Rápido do índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2023. O método simplificado mostra os indicadores que permitem conhecer a distribuição do vetor Aedes Aegypti no município e também nos distritos (Campinho e Aricanduva). Os números são de 09 a 13 de janeiro. Segundo os dados, Arapongas apresenta índice 2,2%, representando risco médio de infestação pelo mosquito Aedes aegypti – causador de doenças como dengue, zica e chikungunya. No distrito do Campinho, o índice foi de 4,5% e em Aricanduva, 3,3% – considerados índices de alto risco de infestação.

NO PARANÁ

De acordo com o boletim epidemiológico nº 22, divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), o Paraná registra 207 novos casos de dengue, com 2.642 confirmações e 37.099 casos notificados. Os dados são referentes ao período sazonal da dengue, iniciado em 31 de julho de 2022. Os casos confirmados estão distribuídos por 225 municípios, há ainda em investigação 6.412 casos.

O informe não traz novos óbitos confirmados, o Estado permanece com três mortes registradas neste período. Dos casos confirmados 45 casos apresentaram dengue com sinais alarme e três dengue grave.   

EVOLUÇÃO DENGUE – A dengue com sinais alarme é caracterizada por sintomas de maior complexidade. No período de redução da febre o paciente pode apresentar um ou mais dos seguintes sintomas: dor abdominal intensa, vômitos persistentes, hipotensão e sangramento de mucosa.  

Já a grave, pode ocorrer hemorragia e choque (situação de emergência decorrente da perda de grande quantidade de líquidos e sangue).

CUIDADOS

Para eliminar e combater o mosquito causador da dengue é simples:

  • Verificar se a caixa d’água está bem tampada.
  • Deixar as lixeiras bem tampadas.
  • Colocar areia nos pratos de plantas.
  • Recolher e acondicionar o lixo do quintal.
  • Limpar as calhas.
  • Cobrir piscinas.
  • Tapar os ralos e baixar as tampas dos vasos sanitários.
  • Limpar a bandeja externa da geladeira.
  • Limpar e guardar as vasilhas dos bichos de estimação.
  • Limpar a bandeja coletora de água do ar-condicionado.
  • Cobrir bem a cisterna.
  • Cobrir bem todos os reservatórios de água.

Os cuidados não se restringem apenas nas residências, mas também no comércio, locais públicos, no trabalho e demais espaços.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Curso de Massoterapia

Cuidar da Saúde

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

Vaga de Emprego

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: