Arapongas

Arapongas – Índice 2,2%: Primeiro LIRAa do ano aponta risco médio para infestação da dengue

Compartilhe no WhatsApp

A Secretaria Municipal de Saúde, através do Controle de Endemias, apresentou nesta segunda-feira, 23, o primeiro Levantamento Rápido do índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2023. O método simplificado mostra os indicadores que permitem conhecer a distribuição do vetor Aedes Aegypti no município e também nos distritos (Campinho e Aricanduva). Os números são de 09 a 13 de janeiro. Segundo os dados, Arapongas apresenta índice 2,2%, representando risco médio de infestação pelo mosquito Aedes aegypti – causador de doenças como dengue, zica e chikungunya. No distrito do Campinho, o índice foi de 4,5% e em Aricanduva, 3,3% – considerados índices de alto risco de infestação. De acordo com o coordenador do Controle de Endemias, os números geram alerta. “ Isso nos gera uma atenção ainda maior. Este período climático, que mistura chuvas e dias abafados, facilita a proliferação do mosquito. Sempre digo que, se cada um tirar pelo menos 10 minutos semanais para a verificação dos quintais, e também dos ambientes internos, é possível eliminar os focos de água parada e, dificultar o surgimento do mosquito”, disse Pardini. No mesmo sentido, as equipes dos agentes de combate às endemias têm intensificado a atuação em todas as regiões. “ Temos 70 agentes. Cada agente é responsável por mil imóveis. Sendo assim, a cooperação de toda a população é fundamental para um resultado positivo”, acrescentou Pardini. Durante o LIRAa, Em Arapongas foram inspecionados 2.149 imóveis. Em Aricanduva, 184 e no Campinho 154.   

OVITRAMPAS

O Controle de Endemias segue com serviços de instalação das chamadas “ovitrampas” – espécie de armadilha para capturar os ovos do mosquito Aedes aegypti. As instalações são feitas nos pontos com maior número de pessoas infectadas pela dengue. As equipes realizam o raio e bloqueio desses locais com maior propensão à desova das fêmeas. Após a instalação, é feita a leitura e contagem das palhetas positivas para a eliminação, junto à Fiocruz.

AÇÕES EDUCATIVAS

Com o retorno às aulas da Rede Municipal de Ensino; previsto para o início de fevereiro, o Controle de Endemias também vai dar continuidade às atividades educativas; com ações de interação e conscientização juntos aos alunos das escolas municipais e Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI’s). Além de prevenção e combate à dengue, a ideia é trabalhar também sobre reciclagem.

BOLETIM

O Boletim Epidemiológico semanal da dengue em Arapongas deve ser publicado nesta quarta-feira, 25.  

Pref. de Arapongas

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Curso de Massoterapia

Cuidar da Saúde

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

Vaga de Emprego

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: