Arapongas

Arapongas é modelo no atendimento a famílias em situação de vulnerabilidade

Compartilhe no WhatsApp

Nos últimos quatro anos, a Prefeitura de Arapongas realizou uma gestão de serviços e benefícios na área da assistência social que garantiu os direitos da população em condições de vulnerabilidade. “A mão amiga do Poder Público precisa estar estendida para aquelas pessoas que estão em quadro de vulnerabilidade social e isso não é nenhum favor, mas um direito do cidadão”, avalia o prefeito Sérgio Onofre.
Para a secretária da Assistência Social, Ismailda Ferreira de Lima da Silva, o setor deu um salto enorme nesse período. “Entre os avanços, consideramos de grande valia ações que puderam promover maior acesso da população nos serviços ofertados, descentralização de atividades, novos projetos, além da informatização do Cadastro Único, que atualmente é feito online, otimizando o tempo de espera do usuário do serviço, bem como a ampliação no número de atendimento. Isso nos possibilita acompanhar em tempo real a situação de cada família”, comenta ela. 
Mas não é apenas isso. Entre os investimentos feitos entre 2017 e 2020, houve também a renovação na frota – totalizando 18 novos veículos; reforma e ampliação do Creas e Abrigo Institucional Criança Feliz; implantação do CRAS Araucária (somando quatro, incluindo o da Zona Sul, CSU e Del Condor); reativação e reforma da piscina térmica do CCI Tia Su; reformas de demais espaços de serviços públicos, como CCI’s e CRAS; aquisição de mobiliário; informatização dos atendimentos realizados por todos os serviços da Assistência Social – através do Sistema Municipal ( IPM Social); regulamentação dos auxílio financeiro emergencial/ auxílio natalidade, entre outros.
QUALIFICAÇÃO
Cursos de capacitação também tiveram destaque. Foram contratados 30 cursos para aperfeiçoamento profissional à população usuária dos serviços da Semas, sendo 15 na área de culinária e 10 em variadas categorias (ex: confecção de bolos e tortas, cuidados com idosos em domicilio, bordado em chinelos, fotografia, entre outros). Em 2017, 10 cursos na área de culinária foram desenvolvidos. Nos anos de 2018 e 2019 – pensando na acessibilidade e economia por parte da população, bem como dos servidores municipais da Semas – foram ofertadas capacitações nos bairros, utilizando as estruturas dos CRAS, CCI’s e Paço Municipal. Ao todo, 864 pessoas participaram ao longo do período. “Buscamos desenvolver ações que beneficiassem os usurários dos nossos serviços, mas também os nossos profissionais. A valorização dos nossos servidores municipais resulta em serviços de excelência, onde todos saem ganhando. Apostamos nisso e tem dado muito certo”, afirma Ismailda. 
DESAFIOS
Mesmo com os obstáculos gerados por conta da pandemia da Covid-19, a Semas não parou. Contudo, também teve que passar por readequações. Boa parte dos serviços, que antes eram presenciais – em especial os serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para as crianças, adolescentes e idosos foram suspensos e passaram a ser remotos. Os atendimentos no CRAS, CCI’s também passaram por mudanças, priorizando a saúde dos colaboradores e usuários. 
A entrega de equipamentos de proteção indivudual (EPI’s) também foi feita aos servidores. Seguindo os devidos cuidados sanitários, os profissionais realizam serviços de mapeamento dos usuários dos serviços nos bairros, visitas e apuração de denúncias. Com o “confinamento familiar”, durante a pandemia, houve o registro de denúncias, entre elas relacionadas à violência contra crianças e mulheres e maus tratos contra idosos. Quando constatada a veracidade dos fatos, eles eram encaminhados ao Creas – equipe especializada e posteriormente encaminhada aos órgãos de Defesa, como Ministério Público, Vara da Infância, Conselho Tutelar e Delegacia da Mulher.  “Foi e tem sido um grande desafio. A pandemia veio, e tivemos que nos adaptar, pois o nosso trabalho não pode parar. Prestamos auxílio para pessoas, elas são a nossa prioridade e não podem esperar”, relata a secretária. 
As equipes de serviços foram reorganizadas – muitos servidores foram afastados por pertencerem ao grupo de risco ou por apresentarem sintomas. A pandemia de Covid-19 restringiu alguns serviços, porém a demanda aumentou. Dando respaldo para a Secretaria de Segurança Alimentar e Nutricional na distribuição de cestas básicas, notou-se um aumento de 1.200 cestas por mês para cerca de 2.700 mensais. 
Além da alimentação, os CRAS são responsáveis pela entrega de fraldas geriátricas, leite em pó para idosos, pão, leite, Fórmula I e II, além do auxílio emergencial e Cartão Comida Boa – convênio com o governo do Estado que atendeu por três meses consecutivos 7.300 famílias. Em março de 2020, foi criado também o Abrigo Emergencial para pessoas em situação de rua em meio à pandemia. Em julho, o abrigo suspendeu as atividades, sendo que uma das voluntárias abriu um novo abrigo para acolhimento dessa população. Outro serviço especializado, o Centro Pop –  que atende moradores em situação de rua – retomou as atividades em julho. Com atendimentos limitados e outras restrições, o local atende em média 15 pessoas, com agendamento. São oferecidos alimentação, orientações sobre Covid-19 e higienização. Ainda no âmbito dos serviços socioassistenciais, a Semas desenvolveu nos últimos anos o encaminhamento para internações de pessoas com dependências químicas a clínicas de reabilitação (através do CAPS), além da reinserção de moradores de rua para suas famílias. Quando os moradores eram de outra cidade, foram fornecidas as passagens, além de contato com os familiares. 
AÇÕES COMUNITÁRIAS
Agregando atividades de caráter comunitário, a Semas esteve envolvida em diferentes ações – com o objetivo de levar informações, buscando a prevenção de situações de risco social. Destacam-se pela amplitude e abrangência, o “Justiça nos Bairros”, com ações de cidadania e casamento comunitário com participação de 334 casais, o programa Criança Protegida – que promoveu acesso à identificação civil (RG) com 720 atendimentos; Ônibus Lilás, em parceria com o Governo do Estado, com ações intersetoriais com direcionamento ao atendimento às mulheres. Projeto Prevenir, em alusão ao combate à violência sexual contra crianças e adolescentes e medidas socioeducativas nas Escolas Municipais e Estaduais pela equipe de referência do Creas.
PARCERIAS
A união para o bom aproveitamento das atividades socioassistenciais contou com parcerias junto aos Conselhos Municipais, entre eles Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Municipal sobre drogas (COMAD), Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (COMDI) e Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS). Entre os eventos constaram pit stop na região central e bairros, palestras e apresentações teatrais, com a distribuição de panfletos e adesivos sobre atividades de sensibilização contra o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes, atividades alusivas ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, X Conferência Municipal da Assistência Social “Garantia de Direitos no Fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social” e VI Audiência Pública Assistência Social (Conselho Municipal de Assistência Social-CMAS); VII Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente “Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento das Violências” (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente-CMDCA);  IV Conferência Municipal Sobre Direitos da Pessoa Idosa “Os Desafios de Envelhecer no Século XXI e o Papel das Políticas Públicas” (Conselho Municipal dos Direitos do Idoso-COMDI); XI Conferência Municipal de Assistência Social “Assistência Social: Direito do Povo dom Financiamento Público e Participação Social” (Conselho Municipal de Assistência Social-CMAS);  realização de oficinas nos CRAS e Auditório Municipal da Prefeitura através de parceria entre o CMAS e a SEMAS, referente à apresentação acerca do funcionamento do CMAS e Serviços Tipificados inscritos e fiscalizados pelo Conselho –  ofertados à população araponguense; Eleição do Conselho Tutelar (2019) – Mandato (2020-2024); Capacitação dos novos Conselheiros Tutelares.
PROJEÇÕES PARA 2021
Segundo a secretária, para o próximo ano, o desafio vai ser a retomada dos serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, sejam presenciais ou remotos. “Estamos a todo momento nos readequando e reorganizando de acordo com o momento em que estamos vivendo”, reflete Ismailda. Inicialmente, a ideia central para 2021 é reformular alguns dos serviços prestados, levando à ação mais próxima do usuário. Neste ano, por exemplo, a terceira edição dos Jogos do Idoso (JIA) aconteceu de forma domiciliar, onde os idosos receberam em suas casas um quebra-cabeça, uma maneira de participar das atividades longe dos riscos da Covid-19. 
Vários outros projetos também estão previstos para o ano que vem, como o “Elos”, “ Tamo Junto”, “Famílias Fortes” – sendo essas atividades que contam com recursos do Governo do Paraná. Serão investidas ações voltadas para visitas e conversas periodicamente com a população. Interação de todos os serviços, via WhatsApp, descentralização do Cadastro Único – CadÚnico, levando-o para outros setores da Semas, e não apenas nos CRAS. Outra novidade é a Brinquedoteca, que está sendo organizada com carinho para as crianças atendidas pelo Proer, Semaf e Escola do Trabalho, quando for possível a retomada dos serviços presenciais. 
“Vamos colocar em prática nossas ações, dentro o ‘novo normal’, de forma criativa, sem deixar de atender aos nossos usuários. Qualidade no atendimento socioassistencial é o nosso lema”, finaliza Ismaild

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Dia Internacional das Mulheres

Aravel – Clique para Ampliar

Contato – (43)99916-6212 – Simone

Depilação a Laser Crystal 3D

Atom Academia

Rádio Gospel Hits

Jornal Edição de Notícias

× Fale Conosco - Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: