Apucarana Política

Apucarana – Plano Municipal de Educação é aprovado

Compartilhe no WhatsApp

A Câmara Municipal de Vereadores está analisando e votando, essa semana, o texto do Plano Municipal de Educação, documento que propõe um planejamento do ensino apucaranense para a próxima década. O PME já foi aprovado em duas sessões extraordinárias e o último debate acontece nesta quinta-feira (18/06).

Durante a primeira discussão do projeto, na terça-feira (16/06), os vereadores propuseram apenas duas emendas ao Plano Municipal de Educação, que alteram o uso do vocábulo “gênero” pelo termo “diversidade” no texto. As modificações foram feitas na estratégia 4 da meta 3 do documento, cuja elaboração do texto foi coordenada pelo Núcleo Regional de Educação e refere-se ao ensino médio, e também na fundamentação teórica enviada pelo governo federal para a composição do item “Organização Profissional da Educação”.

Após a realização das emendas, os trechos alterados ficaram assim:

“Propor junto aos órgãos estaduais responsáveis pelo ensino médio que garantam o acesso ao ensino público à população de 14 a 17 anos que represente a diversidade escolar” (Estratégia 4 da Meta 3).

“Inclusão das questões relativas à educação dos alunos com necessidades especiais e das questões de diversidade nos programas de formação” (Organização Profissional da Educação).

O Plano Municipal de Educação começou a ser composto em Apucarana no mês de setembro do ano passado, com a participação de representantes das escolas municipais, estaduais e particulares, das instituições de ensino superior e ensino profissionalizante, bem como de membros de toda a sociedade civil organizada. “Foram inúmeros os encontros para a elaboração de um diagnóstico preciso da educação local. Uma pré-conferência também reuniu, em abril, mais de mil pessoas na ACEA e coletou junto ao público sugestões para a formação das 20 metas, que posteriormente foram aprovadas em grande assembleia realizada no campus da Universidade Estadual do Paraná”, detalhou a diretora-presidente da Autarquia Municipal de Educação, professora Marli Fernandes.

Dentre tantas metas debatidas e aprovadas no Plano Municipal de Educação, que deverão ser implementadas até 2024, estão a erradicação do analfabetismo na cidade, a elevação da escolaridade média da população de 18 a 29 anos, a oferta da educação infantil e dos cinco primeiros anos do ensino fundamental a todas as crianças a partir de quatro anos de idade, assegurando que pelo menos 95% delas concluam esta etapa até os dez anos, a garantia de que todos os alunos sejam alfabetizados até o final do terceiro ano, a realização de eleições para escolha dos diretores escolares e a análise e reformulação do plano de cargos e salários dos educadores.

Depilação a Laser Crystal 3D

Molicenter – Ofertas

Black Friday Junior Baby

Black Week Unicesumar

Contato – (43)99916-6212 – Simone

Atom Academia

Famintu’s Pet

Rádio Gospel Hits

Jornal Edição de Notícias

× Fale Conosco - Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: