Apucarana

Adefiap e Prefeitura de Apucarana entregam 7 cadeiras de rodas motorizadas

Compartilhe no WhatsApp

Associação dos Deficientes Físicos de Apucarana (Adefiap) entregou hoje mais 7 cadeiras de rodas motorizadas para pessoas com necessidade especiais. Foram beneficiados 2 pacientes de Apucarana, 2 de São Pedro do Ivaí, 1 de Arapongas, 1 de Sabáudia e 1 de Mauá da Serra.

As cadeiras são adquiridas através do programa do Ministério da Saúde “Viver Sem Limites”, sem custo para pessoa beneficiada. “É um programa do Governo Federal, operacionalizado a nível local pela Adefiap e Prefeitura de Apucarana e que atende os 17 municípios da 16 ª Regional de Saúde”, informa o prefeito Junior da Femac.

“Preparem-se para uma nova vida. Esse veículo vai dar liberdade, autonomia e melhor qualidade de vida para vocês”, complementou Junior da Femac.

O presidente da Adefiap, Paulo Antonio da Silva, destaca que a entidade tem um papel social a cumprir com Apucarana e os demais municípios da 16ª Regional de Saúde. “No ano passado entregamos 28 cadeiras de rodas motorizadas e agora são mais sete, garantindo maior qualidade de vida para essas pessoas. Poder ir e vir para muitos lugares, ter liberdade”, afirma Paulo da Silva.

Paulo Silva agradeceu a parceria da prefeitura de Apucarana nas iniciativas da Adefiap. “Para aquisição das cadeiras de rodas é a prefeitura, por meio da Autarquia Municipal de Saúde, que executa os trâmites de documentação exigida dentro do Programa Viver Sem Limites”, explica Silva.

Um dos beneficiados com a cadeira de roda motorizada, João da Costa Silveira, 60 anos, de Mauá da Serra, definiu o recebimento do equipamento como um instrumento de independência. Vítima de trombose precisou amputar as duas pernas há cerca de 3 anos. “Começo aqui uma nova fase na minha vida, mais feliz. Como é bom poder agora ir há vários lugares sem depender de ninguém. Minha filha mora a um quilômetro da minha casa e agora posso ir visitar quando quiser”, comemora João Silveira.

Para solicitar a cadeira motorizada, o paciente precisa de uma prescrição médica. “Depois, deve procurar o serviço social da Autarquia Municipal de Saúde que montará o processo e encaminhará para a Adefiap, onde a pessoa será avaliada por uma equipe multiprofissional.

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Dia do Trabalhador

Clique para ampliar

Kombucha da Si – Clique Vídeo

JR Martelinho de Ouro

André Quiroga

Festa do Milho

Pedal de São Benedito

Jornal Edição de Notícias

Resumo de Notícias Mensal

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: