Apucarana

Acia mobiliza entidades para ação de combate contra a dengue

Compartilhe no WhatsApp

No dia 29 de fevereiro, a Associação Comercial, Industrial e de Serviços (Acia), em parceria com diversas entidades, promoverá a ação “Todos Contra a Dengue”. No período das 9 às 12 horas, na Praça Rui Barbosa, serão reforçadas junto à população as estratégias de enfrentamento do mosquito transmissor da doença. Além da distribuição de citronela, panfletos educativos, oficina de como eliminar as larvas e o mosquito da dengue, as atividades serão complementadas por ações das entidades.

Nesta sexta-feira (21/02), a Acia realizou uma reunião de mobilização, visando sensibilizar as lideranças para participar do evento. “A diretoria da Acia, preocupada com a infestação do aedes aegypti, levou a proposta da ação ao prefeito Junior da Femac, que prontamente abraçou a ideia. Hoje, estamos fazendo a sensibilização das entidades, buscando definir estratégias de enfrentamento que serão levadas para a população no dia 29”, reitera Jayme Leonel, presidente da Acia.

O prefeito Junior da Femac participou da reunião, ao lado de Altimar Carletto, chefe da 16ª Regional de Saúde e de Roberto Kaneta, diretor-presidente da Autarquia Municipal de Saúde, além de vários secretários municipais. “O combate da dengue exige atitude e o engajamento permanente da população. Não adianta fazer uma vez a verificação e imaginar que o problema foi resolvido. Devemos, diariamente, combater o mosquito transmissor”, frisa Junior da Femac.

O prefeito reforça que o ciclo reprodutivo do mosquito tem duração de uma semana. “Após os ovos terem sido depositados, em sete dias já temos um mosquito voando. Por isso, o trabalho de combate deve ser incessante”, reitera. O prefeito também lembrou que o vírus circulante é do tipo 2, sendo mais letal. “Tem vários municípios passando por epidemias e tem gente morrendo por causa da dengue em cidades próximas. Pela primeira vez o vírus do tipo 2 está circulando maciçamente entre nós. Além de ser mais letal, o mosquito também está mais resistente e se adaptando. Com isso, medidas como a pulverização do fumacê já perderam parte da eficiência”, alerta.

Junior da Femac afirma que o Município já vem desenvolvendo uma série de ações e agradeceu a iniciativa da Acia. De acordo com o prefeito, já foram recolhidos cerca de 20 mil pneus através do ponto de coleta, localizado no IBC da Vila Nova, a Secretaria de Agricultura distribui sementes de citronela e crotalária, os agentes de endemias fazem visitas constantes nas casas, a Autarquia de Serviços Funerários (Aserfa) elimina focos nos cemitérios e as crianças mantém o pátio livre de água parada nas escolas.

“Mas isso não é suficiente, pois não é uma luta somente do Poder Público, mas de toda a cidade e que exige especialmente o engajamento da população. Devemos agir para que o pior não aconteça. A dengue é algo evitável, mas depende da mobilização da população e de um trabalho contínuo, permanente”, reforça Junior da Femac.

AÇÕES SÃO REFORÇADAS

Altimar Carletto, chefe da 16ª Regional de Saúde, afirma que o órgão mantém um comitê que se reúne semanalmente para avaliar a situação e definir ações de combate à dengue. “Deste comitê, por exemplo, participam membros de igrejas. Padres e pastores estão falando durante as celebrações, por pelo menos cinco minutos, dos cuidados que devem ser tomados e dos riscos da doença”, exemplifica.

Márcia Dallagnol, diretora do Sesc de Apucarana, afirma que a entidade já desenvolve um trabalho dentro da unidade. “Destacamos junto aos funcionários a importância da ação semanal. Temos um checklist e toda a semana ocorre essa verificação”, relata.

A secretária municipal de Educação, Marli Fernandes, afirma que as ações foram ampliadas nos 61 prédios das escolas e Centros Municipais de Educação Infantil. “Temos a figura do agente educacional, que tem um uniforme especial e faz a conscientização e a distribuição de fôlderes para serem levados às famílias. Neste mês de fevereiro, abordamos o assunto também nas reuniões com os pais e também as crianças levarão como tarefa de casa o protocolo adotado na escola. O objetivo é que façam em suas residências e tragam o retorno”, explica a secretária.

Molicenter – Ofertas até 05/04

Carol – Papelaria – Presentes

Atom Academia

Carol Papelaria – Comunicado

Restaurante Facchiano

Rádio Gospel Hits

Canal André Silva

Jornal Edição de Notícias