Arapongas Geral

Arena Arte e Cultura Sesi Arapongas convida:

sesi

Programação para Sexta(24) e Sábado (25).

Em Junho tem Música no Circuito Cultural Sesi!

Apresentações em Santo Antônio da Platina, Londrina, Apucarana e Arapongas tem ingressos gratuitos.

Em junho, o Circuito Cultural Sesi apresenta em cidades da região norte do estado o grupo de samba curitibano Braseiro, com o show de seu primeiro CD: Braseiro – Ascende o samba. As apresentações com ingressos gratuitos acontecem em Santo Antônio da Platina (no dia 21), Londrina (22), Apucarana (23) e Arapongas (24).

Com uma seleção de músicas de compositores curitibanos e cariocas, o grupo faz um recorte do samba urbano da capital paranaense, com suas histórias e peculiaridades sem esquecer do samba que deu origem. “É um samba dolente, cadenciado, feito nas primeiras escolas no Rio de Janeiro”, conta a vocalista Luciane Alves.  “A seleção contempla autores curitibanos e cariocas também, os atualíssimos Ricardo Salmazo, Bruno Santos Lima, Léo Fé, Wilson Moreira, Pedro Amorim, Claudio Peba, Elias de Fernandes, e os antigos e eternos Ismael Silva, Wilson Batista e dupla Bide e Marçal”, diz.

Com a mesma formação dos tradicionais regionais que fizeram história na música brasileira – violão de 7 cordas, cavaquinho, bandolim e pandeiro, Braseiro é um grupo musical que tem no choro e no samba sua expressão principal. O Braseiro atualmente é formado por Luciane Alves (voz), Jonas Lopes (bandolim e cavaquinho), Lucas Melo (violão de 7 cordas), Otto Lenon (percussão) e Ricardo Salmazo (percussão e voz).

“Ascende o samba é a exaltação do samba como expressão da cultura popular, reflexo de uma identidade brasileira em suas variadas nuances, ponto de vista e vivências. Sem esquecer que celebramos a cultura negra e o samba de excelente qualidade que vem sendo praticado nos redutos curitibanos, de onde nascemos”, finaliza Luciane.

O Braseiro passa ainda no mês de junho por cidades da região Metropolitana de Curitiba e Litoral (Paranaguá e São José dos Pinhais), Campos Gerais (Castro e Ponta Grossa) e Noroeste (Campo Mourão, Umuarama, Loanda e Maringá).

Sobre o Circuito Cultural Sesi

O Circuito Cultural Sesi percorre todo o Paraná levando espetáculos culturais ligados as Artes Cênicas ou Música para diversas cidades e tem a proposta de oportunizar acesso ao bem cultural aos trabalhadores da indústria, seus dependentes e comunidade local.

Sexta Feira:

Circuito Cultural Sesi apresenta “Braseiro – Ascende o Samba”

Arapongas
Data: 24 de junho
Horário: 20h
Local: Arena Arte e Cultura Sesi Arapongas – Avenida Maracanã, 3260
Informações: (43) 3275 8791
Entrada: gratuita. Sujeita a lotação do espaço. Retirada de ingressos 30 minutos antes do show.
Classificação indicativa: Livre

Sábado:

Livro Vivo na Arena – 2016

O projeto Livro Vivo na Arena propõe ações que ajudem a pensar e construir um espaço que irradia cultura, através de atividades que valorizam o livro, a literatura e as histórias.

Não há povo que não tenha ouvido histórias. É um momento coletivo, no qual um grupo se reúne para ouvir os contadores. Quando contada, a história se torna viva, o texto dinâmico e os ouvintes participam. Ouvir histórias… é  resgatar o gosto pelo imaginário, expressar seus pensamentos e sentimentos e aprender a conviver. Além do mais, acreditamos que o público nunca vai deixar de se interessar por esses personagens e enredos, desde que os adultos se empenhem em contar histórias. É uma antiga arte. A expressão corporal, palavra,  musicalidade,  ritmo, estrutura… tudo conta para dar vida ao conto. As histórias estão carregadas de significado.

Num ambiente de leitura, a imaginação deve ser estimulada. Propomos um ambiente feito para historias: para ouvir, para ver, para viver. As histórias estarão por todos os cantos: nos livros, “penduradas” com os livros, nas almofadas, nas bocas, nos ouvidos… cria-se um ambiente voltado para suscitar o interesse pela leitura.

Para criar a afinidade com o livro, ter acesso real a ele, vamos trocar livros. É só trazer um livro e escolher outro. Um livro parado na estante, pegando poeira não está vivo e assim, os livros circulam e sua aquisição é facilitada. Livros que as crianças escolhem, incentivando a autonomia e a liberdade de ler o livro que se escolheu. Os livros estarão à disposição, para que se manuseie e possa escolher, buscando criar e aproximar a empatia entre crianças e livros.  Ressaltamos que uma parte considerável da população não tem costume ou não tem acesso a livros e bibliotecas.

Das Atividades:

Será montado um ambiente que privilegie interações e a formação de leitores e práticas importantes para a formação cultural das pessoas, através, expositores de livros – livros para troca , tapete, almofadas (sendo que algumas também ‘contarão’ historias), fantoches, dedoches e cenários, entre outros.

Com o espaço montado, as pessoas ficam a vontade para ler e/ou trocar livros, para interagir com as histórias em forma de brinquedo, etc. É um momento de interação entre pais- filhos, leitores – historias.

Depois, todos são convidados para ver uma apresentação de história. Remete ao tempo onde todos se juntavam em volta da fogueira. Não teremos a fogueira, mas nosso próprio espaço que incentiva as histórias e a leitura. É um momento também de apreciação da arte.

sesi2