Ocorrência Policial

Motorista será julgado por homicídio doloso em Arapongas

Compartilhe no WhatsApp

O Ministério Público de Arapongas denunciou o motorista Rodrigo Batistoni, de 19 anos, pelo crime de homicídio doloso (quando há intenção de matar) no processo que apura responsabilidades pela morte de Vanessa do Prado Alves Machado, de 33 anos.

Vanessa foi atropelada na madrugada do dia 3 de março por um carro que estava na contramão. Ela, o namorado e um amigo saiam da igreja quando ela foi atingida pelo veículo. Vanessa foi socorrida, mas morreu três dias depois no no Hospital Norte Paranaense (Honpar). O motorista não prestou socorro e fugiu do local do acidente.

Batistoni está preso desde 8 de março e afirmou, em depoimento à Polícia Civil, que não parou o veículo para prestar socorro à vítima porque estava em pânico.O acusado foi denunciado  por homicídio com dolo eventual. 

Segundo o MP,  o rapaz assumiu o risco de matar ao conduzir o veículo em alta velocidade, na contramão e após o consumo de álcool, por omissão de socorro e por fraude processual.

 

Conforme a denúncia, o motorista fez reparos no veículo após o acidente, retirou o para-brisa, poliu para-choque, reparou a tampa do motor e consertou o farol e a lanterna do lado esquerdo.

A denúncia foi aceita na terça-feira (26).

Ofertas Molicenter Até 01/09

Explosão de Milagres 09 a 15/09

8ª Feijoada Beneficente 15/09

8ª Feijoada Com Música ao Vivo

As Cores do Samba

Instituto Quarks

Rádio Gospel Hits

Marmitaria Temperos da Vovó

Solução Informática e Tecnologia

Zé da Balada