Apucarana

Junior da Femac avalia com o secretário Cézar Neves agregar novos serviços na radioterapia de Apucarana  

Compartilhe no WhatsApp

O Ministério da Saúde acaba de credenciar o setor de radioterapia e de onco-hematologia do Hospital da Providência, de Apucarana. Além de garantir um reforço financeiro com verbas federais, o credenciamento confere ao Providência  a condição de referência regional no tratamento em especialidades oncológicas. “A partir de agora já começamos a articular a conquista de novos serviços, para que o nosso centro de radioterapia fique completo”, anuncia o prefeito Junior da Femac.

Em agenda mantida nesta sexta-feira (29), em Curitiba, com o secretário de estado da saúde, Cezar Neves, Junior conversou sobre o tema. “Até o momento, foi a Sesa, via Fundo Municipal de Saúde, quem custeou o tratamento de todos os pacientes da Radioterapia de Apucarana e, em breve, com o novo credenciamento, o Hospital da Providência passará receber recursos Federais, podendo ampliar o atendimento e ofertar novos serviços”, avalia o prefeito, emendando que “começa agora a luta para agregar mais serviços”.

Já o secretário Cesar Neves, destaca que “o Ministério da Saúde reconheceu todo o esforço realizado até aqui pelo Hospital da Providência, credenciando o serviço e colocando Apucarana num novo patamar, na especialidade de oncologia”. Segundo o secretário, falta muito pouco para que Apucarana tenha condições de acrescentar a cintilografia. “Trata-se de um exame de medicina nuclear que detecta anormalidades, que nenhum outro método é capaz de apontar. Também é importante dispor do Pet-Scan, exame que é considerado uma das tecnologias mais modernas para diagnosticar e acompanhar com precisão a presença e a progressão de câncer”, argumenta Cesar Neves.

Desde a sua inauguração, em janeiro de 2021, o atendimento neste setor de oncologia, que já registra mais de 12 mil sessões de radioterapia, foi mantido com recursos estaduais. A diretora geral do Hospital da Providência, irmã Geovana Ramos, destaca o quanto a oferta do tratamento em Apucarana beneficiou os pacientes locais e de cidades vizinhas que, anteriormente, precisavam se deslocar para Londrina e outros centros, após longa espera para agendar as sessões de radioterapia.

Irmã Geovana lembra que o início dessa grande conquista que a cidade vivencia hoje, em relação à oferta de tratamento oncológico, partiu do então prefeito Beto Preto que solicitou da direção do hospital um projeto para construção da unidade de radioterapia. O pedido tinha como base uma possibilidade, articulada e concretizada logo depois – por meio de doação -, pela Itaipu Binacional, de um equipamento (acelerador linear) de última geração importado dos Estados Unidos, ao custo de cerca de R$5 milhões.

De acordo com a diretora do hospital, desde então os investimentos na Unidade de Radioterapia já somam aproximadamente R$11,5 milhões. “A prefeitura de Apucarana, já na gestão do prefeito Junior da Femac, contribuiu com R$ 1 milhão de recursos municipais na construção do prédio e também comprou um aparelho de tomografia de última geração, importado do Japão, no valor de R$ 800 mil”, assinala Giovana Ramos.

“A administração municipal sempre esteve ao lado da direção do Hospital da Providência, em todas as etapas do projeto, desde a edificação da estrutura diferenciada (casamata) e a instalação dos equipamentos, que hoje garantem à nossa cidade a condição de ser referência regional no tratamento de radioterapia”, pontua o prefeito Junior da Femac.

Para o secretário municipal da saúde, Emídio Bachiega, o credenciamento pelo Ministério da Saúde da unidade de radioterapia e oncohematologia é uma conquista fundamental na vida de cada um que enfrenta o tratamento nesta especialidade oncológica. “O tratamento oncológico é muito difícil para pacientes e familiares. E agora podemos garantir o tratamento deles aqui, sem necessidade de se deslocar para outras cidades, e com um atendimento mais humanizado”, afirma Bachiega.

José Bacarin, de 55 anos, acabou o tratamento oncológico depois de passar por 31 sessões de radioterapia no Hospital da Providência de Apucarana. “Não tenho como agradecer o atendimento que recebi. Cada sessão era de apenas entre 12 e 15 minutos. Me sentia um pouco cansado e era muito bom saber que logo estaria em casa, sem precisar de longo deslocamento. Ter o tratamento perto de casa foi maravilhoso”, avalia Bacarin.

Após 25 sessões de radioterapia, Jéssica Fernanda Souza, 29 anos, comemora o fim do tratamento que realizou no Hospital da Providência. “Tive muita sorte de contar com o tratamento em Apucarana. Saía da sessão com corpo ruim, com vontade de deitar e chegar logo em casa fez toda diferença. Quando minha avó fez radioterapia precisava ir para Londrina. Saía de madrugada e só voltava à noite porque tinha que esperar o transporte da saúde. Ir por conta própria toda vez ficava muito caro”, relata Jéssica, fazendo questão de agradecer o “ótimo atendimento” que recebeu de toda equipe profissionais durante o tratamento.

RADIO(EDSON DENOBI) (17) RADIO(EDSON DENOBI) (11)
RADIO(EDSON DENOBI) (4)

 

“Agindo Deus, quem impedirá?” Is 43:13

Tonél Decor

Feliz Dia dos Pais

Vendo ou Troco Apartamento

Kombucha da Si – Clique Vídeo

Fala Aí – 87,9 FM

JR Martelinho de Ouro

Caldas Novas – Go 17 a 24/09/2022 – Clique

Cursos Gratuitos

Clique na Imagem p/Ampliar

Jornal Edição de Notícias

× Anuncie no site
%d blogueiros gostam disto: