Apucarana Uncategorized

Justiça decreta prisão preventiva de empresário por sofisticada plantação de maconha em apartamento em Apucarana

IVO-GROSSI-MAIA.-300x284

A  pedido do delegado chefe da 17ª SDP de Apucarana, José Aparecido Jacovós, o juiz da 2ª vara criminal de Apucarana, Dr. Jose Roberto Silvério decretou a prisão preventiva do empresário Ivo Grossi Maia, 31 anos.
Da Redação.

Segundo fontes na Polícia Civil, Ivo seria um dos donos da sofisticada plantação e cultivo de maconha em um apartamento no centro de Apucarana.

Na noite da quarta-feira (6), uma equipe do serviço reservado da Polícia Militar (P2), após receber denúncia localizou a estrutura sofisticadas de cultivo de maconha em um apartamento na Rua Tamandaré na área central de Apucarana. A polícia após ficar próximo ao local por cinco horas, não foi possível localizar o dono da plantação.

Na residência os policiais encontraram as estruturas de cultivo, de alto custo, 59 vasos com mudas da planta,  além de parte da droga sendo desidratada em caixas, 180 sementes importadas da Holanda, outras 214 sementes, além de 126,82 gramas de sementes em processo de secagem e três porções de maconha (33) gramas já prontas para a venda. Havia ainda insumos e fertilizantes para cultivo do vegetal.

O que chamou a atenção pelos policiais foi à sofisticação nos equipamentos com tubos de ar e luzes de led para controlar a temperatura, umidade e iluminação das plantas, embalagens, a droga já saia pronta para consumo.

Esse cultivo, considerado mais nobre, sementes vindas da Holanda, com o que deve possibilitar um produto de melhor qualidade, que faz com que o valor da droga seja mais cara.

Informações dão conta que filhos e parentes de grandes “figurões” (advogado, médico, empresário, etc.) também estejam envolvidos na organização criminosa. A Polícia Civil está investigando para chegar aos demais envolvidos. Ivo Grossi Maia é considerado foragido da justiça e está sendo procurado pela Polícia.