Ocorrência Policial

Começa debate entre promotoria de acusação e defesa do “caso Jéssica

tn_e7047f10d4_tn-891b845f97-juri-caso-jessica-sergio-33

O julgamento do caso Jéssica Carline Ananias foi retomado na manhã desta quarta-feira (08) no Fórum de Apucarana. Na segunda-feira (07) o júri foi interrompido somente à noite após todas testemunhas e réus serem ouvidos.

Segundo informações do local, a promotoria do Ministério Público apresentava as provas contra os acusados. Por volta das 10h30, o promotor público de Eduardo Cabrini que atua na acusação era ouvido no tribunal. Essa fase de debates pode durar nove horas.

Ainda na segunda-feira (07), um dos pontos altos júri foi o depoimento do marido de Célia Forte e pai de Jéssica. Ele disse que perdoou a traição da esposa e a defendeu afirmando que ela não teve envolvimento com o assassinato da filha.

Outro momento bastante esperado foi o depoimento de Bruno Costa, réu confesso da morte de Jéssica. Ele assumiu que matou a esposa com mais de 30 facadas e confirmou que Célia sabia do plano.

A expectativa é que a sentença de Bruno José da Costa, 29 anos, Célia Forte, 50, e Bruno Cezar Albino, 23 anos, – terceiro envolvido que teria alterado a cena do crime para forjar um latrocínio -, saia ao final do dia.