Arapongas

Arapongas é o quarto município do Paraná em pedidos de recuperação judicial

tn_7b2423607c_arapongas-1jpg

Nos últimos dois anos, entre dezembro de 2015 e novembro de 2017, 86 empresas paranaenses tiveram seus processos de recuperação judicial deferidos pela Justiça. Este resultado coloca o Paraná com 3,4% de participação no cenário nacional.

De acordo com levantamento da EXM Partners, especializada em insolvência, a cidade de Umuarama lidera o ranking com 13 casos, seguida por Cascavel com 12, Maringá com 11 e Arapongas com 8. Em Curitiba foram 7 processos deferidos pela Justiça nos últimos 24 meses.

Entre janeiro e novembro 2017, foram 32 empresas com processos aceitos pela judiciário. Os números deste ano mostram uma pequena melhora no quadro, principalmente se comparar com o cenário do mesmo período em 2016, quando cerca de 50 empresas tiveram o mesmo destino.

Para Eduardo Scarpellini, sócio da EXM Partners, parte deste cenário positivo pode ser justificado pela queda da taxa básica de juros que permite ao empresário voltar às mesas de negociação para rever o parcelamento de suas dívidas.

“Entretanto, é preciso entender que a renegociação de dívida pode representar apenas o adiamento da situação. Na maioria dos casos de turnaround em que atuamos, é necessária uma avaliação completa em toda a estrutura do negócio, verificando indicadores como o fluxo de caixa, análise de custos fixos e variáveis, o balanço patrimonial, o índice de liquidez e de endividamento, giro de estoque, entre outros. Para virar o jogo, às vezes o empresário precisará fazer uma mudança de rota, reduzir ativos ou até se desfazer de atividade menos rentáveis para ganhar em eficiência”, alerta o consultor.

“O cenário que se mostra no mercado paranaense, fez com que mudássemos a nossa estratégia de atuação na região. Em outubro abrimos um escritório em Curitiba exclusivamente para atender o judiciário e as empresas do estado que passam por dificuldades financeiras”.
TN ONLINE