Apucarana

Prefeitura de Apucarana melhora acessibilidade no entorno do “Santos Dumont”

calçada colegio

Quem passou esta semana pelas imediações do Colégio Estadual Alberto Santos Dumont reparou uma movimentação de máquinas e operários da prefeitura. A iniciativa tem por objetivo revitalização urbana e melhoria da acessibilidade no entorno da instituição educacional, sobretudo em 100 metros lineares de calçada referente a trecho da Avenida Iguaçu. O prefeito Beto Preto destaca que o “Santos Dumont” faz parte da história do município, sendo a primeira escola da cidade inaugurada em fevereiro de 1943 sob o título de Grupo Escolar de Apucarana. “Estamos agora promovendo melhorias no seu entorno, um gesto de carinho não só para os alunos e professores, mas para a população em geral que utiliza o passeio”, disse Beto Preto.
A execução do serviço está a cargo da Secretaria Municipal de Obras. “Nesta segunda e terça-feira realizamos a remoção de algumas árvores condenadas, cujo os miolos estavam totalmente destruídos pela ação de cupins, e também iniciamos a retirada de grande parte do entulho dos trechos deteriorados de calçada, relatou Helligtonn Gomes Martins, diretor do Departamento Municipal de Obras.
Ele explica que o passeio será totalmente recuperado na face da Avenida Iguaçu e, nos demais trechos – ruas Lapa e Antônio Ostrenski – o projeto e realizar manutenção do calçamento existente e poda controlada de galhos. O trecho da rua Erasto Gaertner, defronte ao prédio da prefeitura, não necessita de reparos. “Vamos construir um novo calçamento com concreto alisado, nos mesmos moldes da pista de caminhada e corrida do Parque Municipal Jaboti e que também levamos para o entorno do bosque municipal”, informou Martins. A projeção é de que sejam utilizados cerca de 30 metros cúbicos de concreto alisado. “A concretagem deve ter início nesta sexta-feira”, disse.
O trabalho também prevê rearborização. “Vamos plantar mudas de manacás da serra, espécie própria para área urbana, em substituição às árvores que precisaram ser removidas”, relatou o diretor Municipal de Obras. O investimento final aproximado com a empreitada é de R$10 mil.