Apucarana

Catedral de Apucarana é “ginásio de batalhas” do Pokémon Go

tn_94f1175e77_pokemon-sergio-3

A ‘febre’ do jogo de celular Pokémon Go chegou a Apucarana (norte do Paraná). Desde anteontem, quando o aplicativo foi liberado no Brasil, centenas de jovens apucaranenses estão capturando os monstros virtuais pelas ruas da cidade. A Catedral Nossa Senhora de Lourdes, principal “cartão de visitas” da cidade, foi estabelecida como “Ginásio de Batalhas” do Pokémon Go.

Outros pontos turísticos do município, como a Praça Interventor Manoel Ribas (Redondo) e o Complexo Esportivo do Lagoão também servem como palco de ‘batalhas’ e atraem jogadores É possível observar vários grupos de adolescentes reunidos na Praça Rui Barbosa, em frente à Catedral. Todos eles com os olhos baixos, mirando a tela dos celulares.

“Fiz o download do jogo logo depois que foi liberado. Já tenho 30 pokémons e estou em busca de mais”, diz o estudante Pedro Augusto da Silva, de 13 anos.“O mais legal é que você consegue ver o pokémon no mundo
real, através da tela do celular. Você sai por aí, anda pela cidade procurando eles e então busca evoluir os pokémons”, destaca Matheus Galerian, também de 13 anos.

Luís Gustavo Zanerato, de 14 anos, afirma que o jogo já ajudou o grupo a conhecer pessoas novas. “Estávamos procurando pokémons na ‘‘Praça da Onça’ acabamos conversando com outros jovens que também estavam procurando. É um jogo que tira as pessoas de casa e coloca elas para andar por aí”, supõe.
FUNCIONAMENTO DO APLICATIVO
O aplicativo é derivado de um jogo criado nos anos 90 para o Nintendo Game Boy, um videogame portátil. No entanto, o Pokémon só criou uma imensa base de fãs quando um desenho animado dos monstrinhos começou a ser transmitido no Brasil.Após alguns anos adormecido, o fanatismo por Pokémon retomou através do novo jogo para celulares, inclusive arrebatando adolescentes que não eram nem nascidos na primeira ‘onda’ de sucesso.

O Pokémon Go utiliza uma tecnologia chamada de ‘realidade aumentada’. Através do GPS do smartphone, o jogador anda pelo mundo real ‘caçando’ pequenos monstros virtuais, que aparecem na tela do aparelho
É possível enxergar, através da câmera do celular, os bichinhos nas ruas, avenidas, praças e até mesmo dentro das casas.

“TREINAMENTO PARA BATALHAS”
“Os jogadores capturam os pokémons com o objetivo de treiná-los e colocá-los em batalhas contra os monstrinhos de outras pessoas. Essas batalhas acontecem em locais públicos pré-determinados, os chamados ‘Ginásios Pokémon’
Em Apucarana, as praças Rui Barbosa e Manoel Ribas, além de outros pontos como o Shopping CentroNorte e o Lagoão, são “ginásios de batalhas”.O Pokémon Go pode ser baixado nas lojas oficiais de aplicativos dos smartphones. O jogo é gratuito, mas oferece microtransações para quem quer evoluir mais rápido no game.
TN ONLINE

Solução Informática