Ocorrência Policial

MP-PR denuncia pai e avó de garota morta em Rolândia

Compartilhe no WhatsApp

O Ministério Público do Paraná (MP-PR) apresentou denúncia contra Ricardo Seidi e Terezinha Guinaia, pai e a avó da garota Eduarda Shigematsu de 11 anos, encontrada morta em Rolândia. Eles foram denunciados por homicídio e ocultação de cadáver.

Segundo o MP-PR, o crime de homicídio tem os agravantes de meio cruel e ainda por feminicídio, já que a agressão tem relação com o fato de a vítima ser mulher.

A denúncia do MP-PR foi apresentada à Justiça nesta terça-feira (25), e a Polícia Civil concluiu o inquérito na segunda-feira (24).

Além de homicídio e ocultação de cadáver, o MP-PR também denunciou os dois por falsidade ideológica. Pois teriam tentado adulterar a realidade dos fatos para dificultar a investigação, segundo o MP-PR.

Ricardo e Terezinha estão presos. Ele está na Cadeia de Rolândia, e Terezinha no 3º Distrito Policial (D.P.) de Londrina.

Até agora, a motivação do crime não foi divulgada. Caso a Justiça aceite a denúncia e, se o pai e a avó de Eduarda forem condenados, as penas podem somar mais de 30 anos de prisão.

Eduarda Shigematsu desapareceu no dia 24 de abril em Rolândia. A Polícia Civil encontrou o corpo dela quatro dias depois, enterrado nos fundos de uma casa que pertence ao pai da menina.

Ricardo Seidi foi preso e confessou ter enterrado o corpo após, segundo ele, ter achado a garota morta. Ele foi detido no mesmo dia que o corpo foi encontrado.
Já a avó de Eduarda foi presa no dia 30 de abril suspeita de envolvimento no crime.

Eduarda nasceu quando a mãe dela tinha 16 anos. Jéssica Pires perdeu a guarda da menina logo depois de se separar de Ricardo Seidi e estava morando em São Paulo quando o crime aconteceu.

Colaboração, G1

Ofertas Molicenter – até 15/12

Farmácia São Lucas

Encontro de Violeiros – Canal 38

Molipark – Reservas (43)99657-0277

Inauguração Obras Rua Pavão

Rádio Gospel Hits

Solução Informática e Tecnologia

Jornal Edição de Notícias