Apucarana

Ministra da Agricultura de Bolsonaro e Governador do PR estão em Apucarana

Compartilhe no WhatsApp

O evento contou com colheitadeiras enfileiradas em campo para a abertura simbólica da colheita. Antes disso, o Projeto Soja Brasil trará palestras, seguidas de uma roda de conversa com os principais nomes do setor, sobre as perspectivas para a cultura em 2019.
O meteorologista Paulo Etchichury, da Somar Meteorologia, fez uma ampla análise do clima em todo o país tanto para o fim da safra de soja, quanto para o início dos próximos ciclos.
Depois a roda de conversa trouxe um bate-papo sobre os rumos do mercado, tecnologias e política.
A abertura da colheita teve a presença de produtores rurais, pesquisadores, representantes de entidades do setor produtivo e autoridades.
Estavam presentes os presidentes da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), Bartolomeu Braz Pereira, da Associação dos Produtores de Soja e Milho do Paraná (Aprosoja PR), Márcio Bonesi, e de Aprosojas de outros estados.
O Projeto Soja Brasil é uma parceria entre a Aprosoja Brasil e do Canal Rural e, nesta edição, tem o apoio local da Aprosoja PR.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, admitiu, que o governo poderá renegociar dívidas dos produtores rurais que já registram prejuízos com adversidades climáticas nesta safra de soja que está em início de colheita. No entanto, a renegociação não será generalizada, afirmando que será estudado caso a caso, conforme as regiões que foram mais prejudicadas.
Tereza Cristina participou da Abertura Nacional da Colheita da Soja Safra 2018/2019, realizada ontem na Fazenda Ubatuba, em Apucarana. Também participaram o governador Ratinho Junior (PSD), representantes de produtores e do agronegócio de trezes estados, técnicos especialistas e autoridades políticas.

A ministra respondeu a questionamentos feitos por representantes do agronegócio sobre questões relacionadas a alterações climáticas que já causaram perdas significativas de produção em áreas de soja não só no Paraná como em outros estados. Há áreas em que as perdas são irreversíveis e produtores terão dificuldades para quitar as primeiras parcelas de financiamento.

Ela também foi questionada sobre encaminhamentos do seguro rural, sobre custeio agrícola para a próxima safrinha.

“Nós estamos há apenas 24 dias no governo e há uma ansiedade dos produtores sobre as políticas públicas que vamos adotar. Podem ficar tranquilos”, disse, assinalando que o governo Bolsonaro está empenhado em dar todo apoio necessário à classe produtiva.

Ela ressaltou que o crédito agrícola para a safrinha já se esgotou, mas que sua equipe está estudando uma alternativa para atender os pequenos e médios produtores. Os grandes também receberão auxílio, porém com recursos livres, a um custo mais alto. Sobre o seguro das lavouras ela prometeu um novo modelo que atenda melhor às necessidades do setor produtivo. “O seguro rural será amplo e democrático, será a marca deste nosso governo”, garantiu.
Prefeito de Faxinal avalia demandas com governador
Cumprindo extensa agenda em Curitiba no início desta semana, o prefeito de Faxinal, Ylson Alvaro Cantangallo (MDB), o Galo, esteve no gabinete do governador Carlos Massa Ratinho Junior (PSD). Segundo o prefeito, Faxinal terá boas notícias nos próximos dias.

Ofertas Molicenter – Válidas até 05/05

Ofertas Molicenter – 23/04 – Terça

Jantar 10 anos Rotary Arapongas

Marmitaria Temperos da Vovó

Solução Informática e Tecnologia

Atom Academia

Zé da Balada