Arapongas

Família autoriza doação de rins de mulher que morreu após atropelamento

Compartilhe no WhatsApp

família de Vanessa do Prado Alves Machado, de 33 anos, autorizou a doação dos rins da jovem, que morreu após ser atropelada na madrugada de domingo (3) em Arapongas.Vanessa foi atingida por um veículo logo após deixar a Paróquia São Vicente Palotti, perto do Colégio Prisma. O motorista fugiu do local sem prestar socorro, porém segundo a Polícia Civil, já foi identificado.

Uma câmera de segurança instalada na Rua Francelho gravou o momento em que a mulher de 33 anos foi atingida pelo veículo.Vanessa havia acabado de sair de um evento religioso e estava ao lado do namorado, se aproximando do carro estacionado para irem embora, quando foi atingida por uma Saveiro Surf, por volta da 1h45.

Veja o vídeo:

O motorista seguia pela contramão quando atropelou Vanessa, que caminhava perto da calçada. Ele não parou para prestar socorro e até o momento não foi localizado.

Vanessa era moradora da cidade de Cambé e deixa três filhos, uma menina de 16, um menino de 12 e outro de seis. Ela estava internada na UTI do Honpar, antigo João de Freitas, em Arapongas. A vítima teve fraturas, traumatismo pulmonar e craniano hemorrágico.

Doação
Ossos, peles e córneas não puderam ser doados porque Vanessa tinha feito maquiagem definitiva há dois meses. O fígado também não pode ser retirado porque a equipe que faria o transplante viria de Curitiba de avião. Com o mau tempo, a aeronave não conseguiria pousar a tempo e, por isso, foi decidido pela doação dos rins.

O velório e o sepultamento ocorrem no cemitério do distrito de Lerroville, em Londrina.

Ofertas Molicenter Até 01/09

Explosão de Milagres 09 a 15/09

8ª Feijoada Beneficente 15/09

8ª Feijoada Com Música ao Vivo

As Cores do Samba

Instituto Quarks

Rádio Gospel Hits

Marmitaria Temperos da Vovó

Solução Informática e Tecnologia

Zé da Balada